Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Na ONU, ministro defende turismo sustentável no Brasil para secretário-geral

    Ministro do Turismo, Celso Sabino, participou de reunião com secretário-geral da ONU, António Guterres

    Ministro Celso Sabino (à esq.) durante encontro com António Guterres, secretário-geral da ONU
    Ministro Celso Sabino (à esq.) durante encontro com António Guterres, secretário-geral da ONU Divulgação

    Mariana Janjácomoda CNN

    Em Nova York

    O governo brasileiro quer que o turismo seja um dos pilares para a preservação do meio-ambiente no país. Essa foi a mensagem principal que o ministro do Turismo, Celso Sabino, transmitiu para o secretário-geral da ONU, António Guterres, durante reunião na sede da organização em Nova York nesta segunda-feira.

    “Nós entendemos que o turismo e a exploração do ecoturismo de forma sustentável é uma das melhores formas de se preservar a floresta”, afirmou Sabino em entrevista à CNN.

    “É o que nós estamos defendendo em todos os organismos internacionais; se o mundo quer ver a floresta de pé, quer o pulmão do mundo funcionando, então é preciso encontrar formas de melhorar a vida do povo que mora ali.”

    O secretário-geral da ONU para o turismo, Zurab Pololikashvili, também participou do encontro com Guterres e Sabino. Segundo ele, a percepção da organização é de que o Brasil está trabalhando um trabalho para mudar a narrativa fora do país. “O Brasil é um membro muito ativo da nossa organização e está fazendo um grande trabalho para transformar o turismo no país”, declarou.

    A reunião acontece às margens da Semana da Sustentabilidade da Assembleia Geral da ONU, com reuniões dedicadas a discutir a implementação da agenda para desenvolvimento sustentável da organização.

    O governo brasileiro também tem investido em eventos internacionais para destacar a COP30, conferência da ONU para o clima que acontece no Pará em 2025. No começo de maio, o governador do estado, Helder Barbalho, e a primeira-dama, Janja, virão a Nova York para participar de outra conferência que trata sobre o meio-ambiente, da plataforma Global Citizen.