Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Nikki Haley descarta ser vice de Trump

    Em comício em New Hampshire, a candidata à indicação do Partido Republicano disse aos eleitores estar na chapa do ex-presidente está fora de cogitação

    Pré-candidata presidencial republicana Nikki Haley
    Pré-candidata presidencial republicana Nikki Haley 19/01/2024REUTERS/Brian Snyder

    James OliphantSusan Heaveyda Reuters

    Manchester, New Hampshire

    Nikki Haley deixou claro para os eleitores de New Hampshire nesta sexta-feira (19): ela não será a candidata a vice-presidente do ex-presidente Donald Trump se ele ganhar a indicação republicana.

    Haley, que está desafiando Trump pela indicação presidencial republicana, há muito tempo diz que não vai “jogar pelo segundo lugar”. Mas, ao visitar o estado esta semana, ela descartou explicitamente a possibilidade de ser companheira de chapa do ex-presidente em novembro, segundo relatos da mídia.

    “Não quero ser a vice-presidente de ninguém. Isso está fora de cogitação”, disse Haley aos eleitores em uma lanchonete em Amherst, New Hampshire, nesta sexta-feira, informaram o Politico e o Washington Post.

    “Eu sempre digo isso. Esse é um jogo que eles jogam e que eu não vou jogar. Não quero ser vice-presidente”, acrescentou Haley, de acordo com o Post.

    Haley, que serviu como embaixadora de Trump na ONU, busca se distanciar ainda mais do ex-presidente em New Hampshire, que é conhecido por uma marca mais moderada do Partido Republicano. As primárias semiabertas que acontecem no próximo dia 23 também podem atrair eleitores mais ao centro, que podem se afastar de Trump por causa das acusações criminais contra ele, por sua oratória cada vez mais inflamada dele e pelos esforços para reverter sua derrota na eleição de 2020.

    Nikki Haley precisa diminuir a diferença na segunda disputa das primárias dos republicanos para ter alguma chance de impedir que Trump avance após sua vitória com ampla vantagem em Iowa na segunda-feira.

    Apenas o governador da Flórida, Ron DeSantis, que em grande parte descartou New Hampshire para desafiar Haley em seu estado natal, a Carolina do Sul, permanece na disputa tripla pela indicação republicana.