Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Níveis de gelo da Antártida sofrem ‘diminuição maciça’, mostram dados

    Organização Meteorológica Mundial alertou para os baixos níveis de gelo na Antártica e afirmou que o fenômeno costuma ser mais comum no Ártico

    Da Reuters

    Os níveis de gelo marinho da Antártica atingiram mínimos recordes no mês passado, disse a Organização Meteorológica Mundial (OMM) nesta segunda-feira (10), um desenvolvimento descrito como preocupante por especialistas em mudanças climáticas.

    A OMM disse que os níveis de gelo do mar antártico no mês passado — o junho mais quente já registrado — estavam no nível mais baixo desde o início das observações de satélite, 17% abaixo da média.

    “Estamos acostumados a ver essas grandes reduções no gelo marinho no Ártico, mas não na Antártica. É uma queda enorme”, disse Michael Sparrow, chefe do Programa Mundial de Pesquisas Climáticas, a repórteres em Genebra.

    As temperaturas globais da superfície do mar atingiram recordes para a época do ano em maio e junho, segundo a OMM. O órgão alertou que o aquecimento dos oceanos do mundo está se espalhando rapidamente além de sua superfície.

    “Não é apenas a temperatura da superfície, mas todo o oceano está ficando mais quente e absorvendo energia que permanecerá lá por centenas de anos”, disse a OMM. “Os alarmes estão soando especialmente alto por causa das temperaturas sem precedentes da superfície do mar no Atlântico Norte”.

    A organização disse que o padrão climático El Niño, que surgiu recentemente, deve aumentar as temperaturas tanto na terra quanto nos oceanos, o que pode levar a mais ondas de calor marinhas e temperaturas extremas.

    Com reportagem de Gabrielle Tétrault-Farber e edição de Christina Fincher