Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    O que é a Faixa de Gaza? Entenda o que é o território motivo de disputa entre Israel e Hamas

    Surgimento da cidade de Gaza aconteceu no século 5 antes de Cristo

    Gaza tem sofrido ataques após ação do grupo radical islâmico Hamas contra Israel
    Gaza tem sofrido ataques após ação do grupo radical islâmico Hamas contra Israel Reprodução CNN

    Felipe de Souzacolaboração para a CNN

    São Paulo

    Constantemente alvo de disputas entre Israel e Palestina, a Faixa de Gaza é um território que:

    • tem 25% do tamanho geográfico da cidade de São Paulo,
    • não é reconhecido como país ou Estado,
    • tem uma população maior que muitas capitais brasileiras,
    • e condições de vida abaixo da linha da pobreza.

    Não há um censo oficial de quantos habitantes estão no território, mas levantamentos feitos pelos organismos internacionais de ajuda humanitária estimam a população em cerca de 2,3 milhões de pessoas.

    Como surgiu?

    O surgimento da cidade de Gaza aconteceu no século 5 antes de Cristo.

    Filisteus, piratas do Mediterrâneo, chegaram à região, que fica na costa oriental do Mar Mediterrâneo, no Oriente Médio.

    O local foi invadido diversas vezes por tribos israelitas, babilônios, persas, assírios, macedônios e romanos. O Império Otomano (ou Império Turco) também tomou controle da região até a Primeira Guerra Mundial.

    Após 1918, a área ao redor da cidade de Gaza virou parte do mandato da Liga das Nações da Palestina, sob domínio britânico.

    Os palestinos que viviam ali não concordavam com a dominação ocidental, e os conflitos eram constantes. Eles consideram que a Faixa de Gaza é uma parte do Estado da Palestina que querem criar — que, na verdade, engloba Israel como um todo.

    Divisão

    Em novembro de 1947, a Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) decidiu dividir a área árabe-judaica da Palestina.

    Gaza e uma área do território ao redor ficariam com os árabes, enquanto o restante (hoje Israel) ficaria com os judeus.

    Em 15 de maio de 1948, quando acabou o mandato britânico sobre a área, começou a primeira guerra entre os dois povos.

    As forças egípcias logo entraram na cidade de Gaza, que se tornou o quartel-general da força expedicionária egípcia na Palestina.

    Reprodução/CNN

    A faixa

    Como resultado dos intensos combates no outono de 1948, a área ao redor da cidade sob ocupação árabe foi reduzida a uma faixa de território de 40 quilômetros de comprimento e aproximadamente 8 quilômetros de largura. Esta área ficou conhecida como Faixa de Gaza.

    As fronteiras foram demarcadas no Acordo de Armistício entre Israel e Egito, em 24 de fevereiro de 1949. Porém, o conflito nunca acabou.

    O Egito não anexou Gaza como parte do território (apesar de manter um governador militar), e também não permitiu que a população pudesse migrar para outras regiões. Ao mesmo tempo, Israel não permitiu que voltassem às antigas casas.

    O Hamas

    Na Guerra dos Seis Dias de Junho de 1967, a Faixa de Gaza foi novamente tomada por Israel. Em dezembro de 1987, tumultos e violentos confrontos nas ruas entre os palestinos de Gaza e as tropas israelitas marcaram o nascimento de uma revolta que veio a ser conhecida como a Primeira Intifada.

    Foi aí que surgiu o grupo extremista Hamas, que quer que a Palestina seja o único Estado da região, com Jerusalém como capital.

    Em 1993, com o Acordo de Oslo, a Autoridade Palestina se tornou o órgão administrativo que controla as questões administrativas, enquanto Israel manteve o controle do espaço aéreo, das águas territoriais e das fronteiras, além da fronteira com o Egito.

    Em 2005, as tropas israelenses foram retiradas, mantendo apenas a fiscalização nos limites do território. Mas ataques acontecem com alguma frequência, especialmente em represália às bombas e mísseis lançados pelo Hamas contra o território israelense.

    Hoje, a Faixa de Gaza é um território que tem Gaza como a principal cidade e um total de 365 km². Existem ao menos outros sete municípios, cercados de campos de refugiados.

    Dados da ONU apontam que aproximadamente 80% da população de Gaza dependem da ajuda internacional, e cerca de 1 milhão de pessoas dependem de ajuda alimentar diária.

    VÍDEO – Exclusivo: CNN mostra desespero de palestinos para sair de Gaza