Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    O que se sabe até então sobre o tiroteio em escola nos EUA com seis mortos

    Polícia de Nashville está investigando os antecedentes e as motivações de ataque no qual três crianças de 9 anos de idade foram assassinadas

    Nouran Salahiehda CNN

    A polícia de Nashville ainda está investigando os antecedentes e as motivações de uma ex-aluna que entrou em uma escola primária cristã armada com armas de estilo AR e mapas detalhados e abriu fogo, matando três crianças e três adultos.

    Se você não está a par desta história, aqui está o que se sabe sobre o tiroteio e a investigação.

    A atiradora

    A pessoa foi identificada como Audrey Hale, de 28 anos. Hale foi baleada e morta pela polícia durante o ataque desta segunda-feira e deixou para trás mapas “desenhados” da Escola Covenant detalhando “como tudo isso iria acontecer”, disse o chefe da polícia de Metro Nashville, John Drake.

    Enquanto a polícia trabalha para descobrir o que levou à violência, as autoridades disseram que determinaram onde a atiradora morava na área de Nashville e entrevistaram o pai de Hale.

    Hale, que frequentou a escola cristã anos atrás, deixou escritos que dizem respeito ao tiroteio e vasculhou um segundo possível local de ataque na cidade, disse o chefe de polícia.

    Os escritos revelaram que o ataque na Escola Covenant “foi calculado e planejado”, disse o jornal Metro Nashville.

    Policiais atuam em Nashville após mulher matar três crianças a tiros / 27/03/2023 REUTERS/Kevin Wurm

    Até agora, pouco se sabe sobre a atiradora. Hale se formou no Nossi College of Art & Design em Nashville no ano passado, confirmou o presidente da escola à CNN, e um perfil do LinkedIn diz que Hale trabalhou como designer freelancer e como caixa de supermercado em meio período.

    A polícia se referiu a Hale como a “atiradora” e em uma coletiva de imprensa à noite acrescentou que Hale era uma mulher transgênero. Quando solicitado a esclarecer, um porta-voz disse à CNN que Hale usava “pronomes masculinos” em um perfil de mídia social.

    As armas

    A atiradora era “alguém que tinha vários cartuchos de munição, preparada para confronto com a polícia, preparada para causar mais danos do que realmente foi feito”, disse o chefe de polícia em entrevista coletiva.

    Três armas – um rifle estilo AR, uma pistola estilo AR e um revólver – foram encontradas e a polícia acredita que Hale obteve pelo menos duas das armas legalmente, disse Drake.

    Um mandado de busca executado na casa de Hale também resultou na apreensão de uma espingarda de cano serrado, uma segunda espingarda e outras evidências, segundo a polícia.

    As vítimas

    Todos os três alunos baleados e mortos tinham 9 anos de idade. Eles foram identificados como Evelyn Dieckhaus, Hallie Scruggs e William Kinney.

    Três adultos mortos no tiroteio foram identificados como Cynthia Peak, de 61 anos, Katherine Koonce, de 60 anos, e Mike Hill, de 61 anos, disse a polícia.

    Dois funcionários da Escola Covenant estão entre as vítimas do tiroteio em massa na segunda-feira, de acordo com a escola.

    O que deve acontecer hoje

    Os investigadores devem passar esta terça-feira realizando a perícia do local do ataque e reunindo mais detalhes sobre o que aconteceu durante os cerca de 14 minutos de terror na escola primária.

    Tiroteios em massa nos EUA

    O ataque marcou o 19º tiroteio em uma escola ou universidade até agora em 2023, no qual pelo menos uma pessoa foi ferida, de acordo com uma contagem da CNN.

    Com seis vítimas, o tiroteio em Covenant é o tiroteio escolar mais mortal desde o ataque em Uvalde, Texas, em maio do ano passado, que deixou 21 mortos.