Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Como sobrevivente de câncer, sinto muito por Kate Middleton

    Kate Middleton
    Kate Middleton Chris Jackson/Getty Images

    Opinião por Sara Stewartda CNN

    A medida que a notícia de que Kate Middleton, a Princesa de Gales, tinha anunciado o seu diagnóstico de câncer dominou as manchetes na sexta-feira (22), senti uma profunda e traumática solidariedade.

    Recuperar-se de uma grande cirurgia abdominal – como Kate tem feito desde janeiro – é horrível, e ter que fazê-lo para que você possa ser saudável o suficiente para a quimioterapia é um soco humilhante do universo. Para Kate, isso é agravadp por ter que suportar tudo, enquanto o mundo inteiro a perseguia como uma raposa em uma daquelas caçadas que a realeza está sempre fazendo.

    Kate ainda não revelou especificamente que tipo de câncer ela tem. Um oncologista disse ao Today.com que pode ser câncer de intestino, estômago, genital ou urinário.

    Sabemos que as taxas de diagnósticos de câncer no intestino, em particular, estão aumentando de forma alarmante em populações mais jovens. Eu tinha 45 anos quando recebi meu diagnóstico de câncer no intestino estágio 3 e, como Kate, fui submetida a uma grande cirurgia abdominal seguida de quimioterapia.

    Inúmeros médicos e enfermeiros me disseram que eles estavam vendo um aumento perturbador em pacientes mais jovens, como eu.

    Uma das primeiras coisas que os profissionais de saúde recomendam para ajudar na recuperação da cirurgia é reduzir o estresse.

    Eu realmente não consigo imaginar tentar lidar com as indignidades da recuperação pós-cirúrgica – como, no meu caso, não ser capaz de andar nem mesmo um único bloco sem assistência por semanas, ou ser incontinente quando você costumava ser uma pessoa normal e saudável – sob escrutínio implacável que Kate está desde aquela desnecessária imagem editada.

    Mas uma coisa eu sei: ela está em uma posição única para ser uma voz muito necessária para pessoas ao redor do mundo que lidam com câncer em uma idade jovem.

    Como sobrevivente de um câncer gastrointestinal, cujos pacientes enfrentam estigma muito maior do que outros tipos de câncer, eu sinto isso de forma mais aguda.

    Kate é alguém com um perfil público global cuja voz pode realmente fazer a diferença, por exemplo, defendendo que os jovens façam colonoscopias e outros exames de câncer.

    Para o desenvolvimento de exames de sangue para detectar câncer gastrointestinal e outros cânceres difíceis de detectar. E para os profissionais de saúde aderirem a práticas mais modernas, como o estudo que descobriu que é desnecessário que as pessoas passem fome em uma dieta líquida no dia anterior a uma colonoscopia.

    Acabei de celebrar o aniversário de cinco anos do meu câncer, o que significa que estou livre do câncer desde que terminei uma rodada de quimioterapia em fevereiro de 2019.

    As pessoas me perguntam como estou me sentindo agora, e quando eu respondo, eu me certifico de adicionar detalhes como “eu definitivamente vou defender mais acesso ao banheiro público a partir de agora!” e “meu sistema digestivo nunca mais será o mesmo, mas estou feliz por estar vivo!”

    Talvez isso me faça pessimista, mas não tenho problema em arriscar ser vista assim para chamar a atenção para o fato de que os sobreviventes de câncer de intestino muitas vezes estão lidando com uma versão muito diferente de “saudável” do que o mundo pode preferir pensar.

    Dependendo da natureza da cirurgia abdominal, Kate pode ter recebido uma bolsa de colostomia permanente.

    Se teve a sorte de não a fazer, é provável que esteja lidando com todo o tipo de problemas abdominais.

    E embora eu não possa enfatizar o suficiente que ela não deve absolutamente nada ao público enquanto ela passa por tratamento, minha esperança fervorosa é que uma vez que ela esteja do outro lado, ela se torne uma voz poderosa defendendo mais formas de testes precoces e destigmatização.

    Ter câncer não é elegante. Não é sofisticado. Tenho certeza que é o tipo de coisa que a família real prefere nunca, nunca pensar. Mas a doença pousou diretamente no meio deles, então esta é a chance de Kate fazer uma diferença real nos resultados de saúde de inúmeras pessoas ao redor do mundo.

    Desejo uma rodada de quimioterapia rápida e minimamente horrível, Kate. Se alguma vez quiser trocar o humor cáustico de banheiro com uma companheira sobrevivente, você será sempre bem-vindo para sentar ao meu lado.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original