Palestinos fazem campanha de ajuda para refugiados sírios

Nos últimos seis anos, os Palestinos estiveram doando comida e outros itens essenciais para refugiados sírios na região de Idilib

Imagens de refugiados sírios em Idlib durante o inverno impactaram as redes sociais, segundo organização
Imagens de refugiados sírios em Idlib durante o inverno impactaram as redes sociais, segundo organização Anadolu Agency via Getty Images

Roleen TafakjiSinan Abu MayzerHenriette Chacarda Reuters

Em Jerusalém

Ouvir notícia

Palestinos nas áreas ocupadas da Cisjordânia, Faixa de Gaza e Israel levantaram 10 milhões em menos de um mês para construir casas para refugiados sírios, de acordo com ativistas por trás da campanha.

“A ideia era coletar 100 aquecedores para 100 casas. E então descobrimos que as pessoas estão ajudando e temos muita coisa”, disse Ibrahim Khalil, um ativista social de 33 anos da cidade de Nazaré, no norte de Israel.

Nos últimos seis anos, os Palestinos estiveram doando comida e outros itens essenciais para refugiados sírios na região de Idilib, na fronteira com a Turquia, através de uma organização não-governamental chamada Almas Compadecidas.

No entanto, o volume de doações nessa temporada de inverno foi sem precedentes, disse Raed Badr, líder da organização. Ele acredita que vídeos que circularam nas redes sociais do sofrimento de crianças com o frio, na neve, motivaram as pessoas a doar.

“Um dia, eu espero que nos levem a uma casa, porque a chuva está afogando nossas barracas”, disse Nada, de 11 anos, uma orfã que vive com sua avó, em um vídeo.

O plano é construir cerca de 3 mil unidades de habitação, disse Badr. A construção também vai incluir clínicas e escolas, baseada em um modelo publicado no site da organização.

Um chamado para contribuições viralizou nas redes sociais com a hashtag em árabe “construa casas ao invés de tendas”.

As imagens de famílias desabrigadas ressoaram com palestinos, pois sofreram como refugiados vivendo em tendas e barracas por anos, disse Khalil, depois de serem forçados a deixar suas casas ou fugirem na guerra ao redor da criação de Israel em 1948.

A guerra civil na Síria, que foi desencadeada por uma revolta contra o regime do presidente Bashar al-Assad em 2011, causou a maior crise de refugiados do mundo. A guerra matou cerca de meio milhão de pessoas, e desabrigou muitas outras.

Mais Recentes da CNN