Papa Francisco apoia renúncia temporária de patentes das vacinas contra Covid-19

Em evento de arrecadação de fundos para promover o acesso justo às vacinas, pontífice diz que mundo está infectado com 'vírus do individualismo'

Reuters

Ouvir notícia

 

O papa Francisco apoiou neste sábado (8) a renúncia dos direitos de propriedade intelectual para as vacinas contra Covid-19 proposta do presidente dos EUA, Joe Biden, e rejeitada por alguns países europeus, incluindo a Alemanha.

Em discurso em um evento global de arrecadação de fundos para promover o acesso justo às vacinas, o papa disse que o mundo estava infectado com o “vírus do individualismo”.

“Uma variante desse vírus é o nacionalismo fechado, que impede, por exemplo, um internacionalismo das vacinas”, disse ele, na mensagem de vídeo pré-gravada.

“Outra variante é quando colocamos as leis do mercado ou do mercado intelectual ou da propriedade intelectual acima das leis do amor e da saúde da humanidade”, acrescentou Francisco, lembrando o grande número de mortes causadas pelo novo coronavírus no mundo.

Seus comentários foram feitos no meio de um debate sobre se as empresas farmacêuticas deveriam renunciar temporariamente às patentes sobre as vacinas contra Covid-19.

Biden apoiou essa medida na quarta-feira (5), atendendo a pedidos da Índia, África do Sul e mais de 100 outros países.

No entanto, muitos países europeus, liderados pela Alemanha e França, se distanciaram na sexta-feira da ideia, argumentando que o mais importante para acabar com a pandemia era produzir e compartilhar vacinas mais rapidamente.

Mais Recentes da CNN