Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Parlamento finlandês marca data para votação de ratificação de entrada na Otan

    Maioria dos legisladores é favorável à adesão do país à aliança, colocando a Finlândia um passo à frente de sua vizinha Suécia, que também pretende ingressar na Otan

    Essi Lehtoda Reuters

    O Parlamento da Finlândia votará em 28 de fevereiro para aprovar a legislação necessária que permitirá ao país tornar-se membro da aliança militar ocidental Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), disse nesta sexta-feira (17) o chefe do comitê de Relações Exteriores do Legislativo finlandês.

    É provável que a legislação seja aprovada, já que a maioria dos membros do Parlamento é favorável à adesão do país à aliança, colocando a Finlândia um passo à frente de sua vizinha Suécia, que também pretende ingressar na Otan.

    Entretanto, a Finlândia não se tornará membro da aliança militar ocidental até que Turquia e Hungria, membros da Otan, ratifiquem a proposta finlandesa de adesão.

    “O objetivo é que o processo legislativo nacional necessário para aderir à Otan seja concluído durante este mandato eleitoral”, disse o chefe do comitê Jussi Halla-aho aos repórteres nesta sexta-feira, apenas duas semanas antes do recesso parlamentar para as eleições.

    Tanto a Suécia quanto a Finlândia solicitaram a adesão à Otan em maio passado e, embora tenham insistido que pretendem entrar na aliança simultaneamente, os líderes de ambos os países disseram que não podem descartar a possibilidade da Finlândia ingressar primeiro.