Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Passa de 360 mil número de reservistas convocados por Israel; país avalia convocar mais 60 mil

    Brasileiros com dupla nacionalidade estariam entre os que já embarcaram para lutar a guerra contra o Hamas; consulado, no entanto, não informa número

    Larissa RodriguesDerla Cardosoda CNN

    Desde o início da guerra, Israel já convocou mais de 360 mil reservistas em todo o mundo para lutar contra o grupo radical islâmico Hamas. O número é 20% maior do que o divulgado semana passada. E pode aumentar ainda mais.

    Se a guerra seguir por muito tempo, o país poderá convocar mais 60 mil militares da reserva nas próximas semanas, segundo disseram fontes do governo de Israel à CNN. Especialistas calculam a existência de cerca de 500 mil reservistas israelenses espalhados pelo mundo.

    As pessoas que estão sendo convocadas são israelenses nascidas no país ou cidadãos com dupla nacionalidade que estiveram no serviço militar obrigatório e seguem na reserva com treinamentos atualizados.

    A embaixada de Israel no Brasil afirma que já recebeu centenas de e-mails e mensagens de pessoas com dupla cidadania pedindo informações sobre o assunto. O Consulado de Israel em São Paulo — responsável pelos registros dessas convocações — não divulgou, no entanto, nem quantos residentes no Brasil foram convocados, nem quantos aceitaram.

    Oficialmente, o que se sabe é que, na última sexta-feira (13), 175 israelenses que estavam na América Latina embarcaram do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, para Tel Aviv.

    A comunidade judaica brasileira é a segunda maior da América Latina, segundo dados Confederação Israelita do Brasil (Conib). São mais de 120 mil pessoas. O país fica atrás apenas da Argentina.

    VÍDEO: Presidente da Autoridade Palestina condena pela primeira vez ataques do Hamas a Israel