Pela primeira vez em 7 semanas, Espanha relaxa medidas de distanciamento social

Desde 14 de março população estava proibida de sair às ruas

Pessoas caminham, se exercitam e tomam sol na orla em Barcelona, na Espanha, neste sábado
Pessoas caminham, se exercitam e tomam sol na orla em Barcelona, na Espanha, neste sábado Foto: Emilio Morenatti/AP/Agência Estado

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Hoje, pela primeira vez nos últimos 49 dias, a Espanha afrouxou as medidas de isolamento desde que decretou estado de alerta, em 14 de março de 2020. Em plena primavera, o dia teve clima agradável, o que ajudou a concentrar um grande número de pessoas fora de casa. 
 
Muitos aproveitaram para correr e andar de bicicleta sob o sol. No entanto, as pessoas ainda devem respeitar o distanciamento social, mas a multidão em alguns pontos tornou isso impossível.
 
A partir de segunda-feira (4) será obrigatório o uso de máscaras no transporte público espanhol. 14 milhões de unidades serão distribuídas gratuitamente. 
 
O presidente da Espanha, Pedro Sánchez, anunciou hoje um fundo social de 16 milhões de euros, destinados a despesas sanitárias e fundos de fomentação econômica. Durante pronunciamento oficial, o presidente pressionou a oposição e pediu o apoio no enfrentamento da pandemia e disse que “não há um plano B”. 
 
Junto a empresários, pesquisadores, chefes de estado e líderes globais, Pedro também declarou, no último dia 24 de abril, apoio à campanha de arrecadação de fundos da Organização Mundial da Saúde (OMS) para acelerar o trabalho de proteção contra a COVID-19, que começa na próxima segunda-feira (04). 

Leia, ouça e assita também:

Espanha e Itália são países mais vulneráveis aos impactos da COVID-19 no turismo

Médica brasileira relata da linha de frente do combate à pandemia na Espanha

Espanha supera China em número de mortes por coronavírus. Por quê?

As mortes pelo novo coronavírus na Espanha se mantiveram estáveis com 276 mortes nas últimas 24 horas. Até o momento, 25.100 pessoas morreram desde o início da pandemia. Depois dos Estados Unidos, o país está em segundo lugar entre os mais infectados do mundo, com 216.582 pessoas infectadas até o momento. E pouco mais da metade delas foi curada, com 117.248 de casos de recuperação. 
 
No dia 31 de janeiro de 2020, foi confirmado o primeiro caso da doença na Espanha. E no dia 14 de março, o país declarou estado de emergência e restringiu o deslocamento em todo o seu território.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Mais Recentes da CNN