Pentágono confirma segunda explosão em hotel próximo ao aeroporto de Cabul

Explosões deixaram ao menos 60 mortos e 140 feridos; governo americano confirmou a morte de 12 militares

Rafaela Larada CNN*

em São Paulo

Ouvir notícia

O secretário de imprensa do Pentágono, John Kirby, confirmou uma segunda explosão nas proximidades do aeroporto de Cabul, no Afeganistão, nesta quinta-feira (26). A explosão teria acontecido no Baron Hotel ou próximo a ele — um complexo que fica nas proximidades do aeroporto Hamid Karzai.

“Podemos confirmar que a [primeira] explosão no Abbey Gate foi o resultado de um ataque complexo que resultou em várias vítimas americanas e civis. Podemos também confirmar pelo menos uma outra explosão no Baron Hotel ou próximo a ele”, escreveu o secretário do Pentágono no Twitter.

As duas explosões nos arredores do aeroporto de Cabul deixaram ao menos 60 mortos e cerca de 140 feridos, de acordo com informações de funcionários do ministério da saúde do país dadas à CNN.

Vários guardas do Talibã também foram atingidos e estão entre os feridos, afirmou uma autoridade do grupo islâmico à agência ReutersPelo menos 12 militares dos Estados Unidos estão entre os mortos no ataque e 15 ficaram feridos, segundo informou o general Kenneth “Frank” McKenzie em um pronunciamento.

Três fontes do governo dos Estados Unidos ouvidas pela CNN relataram que a primeira explosão ocorreu em um dos portões de acesso ao aeroporto.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, se reuniu com autoridades de segurança que avaliam a situação em Cabul. Em pronunciamento nesta terça-feira (24), Biden manteve o prazo para retirada das tropas dos EUA do país em 31 de agosto.

Fontes ouvidas pela CNN Internacional nesta quinta-feira (26) afirmaram que, diante de um alerta de ameaça terrorista, as operações dos Estados Unidos para a retirada de norte-americanos e de afegãos de Cabul devem acabar nas próximas 36 horas — até esta sexta-feira (27).

Autoria do ataque

Os países ocidentais alertaram sobre uma ameaça de militantes do Estado Islâmico Khorasan, também chamado de Isis-K, um inimigo em comum dos Estados Unidos e do Talibã.

Horas após os ataques, o Isis-K assumiu a responsabilidade, disse a Agência de Notícias Amaq, em seu canal no Telegram.

O porta-voz do Talibã, Zabihullah Mujahid, afirmou que o grupo islâmico condena veementemente os ataques ao aeroporto. “O Emirado Islâmico do Afeganistão está prestando muita atenção à segurança e proteção de seu povo, e os círculos malignos serão estritamente interrompidos”, escreveu no Twitter.

EUA emitem alerta de segurança para área do aeroporto

Após a primeira explosão nos arredores do aeroporto, a embaixada dos EUA em Cabul emitiu um alerta recomendando que os cidadãos do país evitem se locomover em direção ao local do ataque.

“Houve uma grande explosão no aeroporto e há relatos de tiros”, diz o alerta de segurança. “Os cidadãos norte-americanos devem evitar viajar para o aeroporto e evitar os portões do aeroporto neste momento.”

(*Com informações da CNN e da Reuters)

Mais Recentes da CNN