Polícia de Xangai alerta que vai punir habitantes que violarem lockdown

Autoridades da cidade pediram que moradores não compartilhem notícias falsas nem falsifiquem documentos

Moradores se direcionam a local de teste da Covid-19 em área residencial de Xangai
Moradores se direcionam a local de teste da Covid-19 em área residencial de Xangai 04/04/2022REUTERS/Aly Song

David StanwayWinni Zhouda Reuters

Ouvir notícia

A cidade chinesa de Xangai alertou nesta quarta-feira (13) que qualquer pessoa que viole as rígidas regras de lockdown será punida com rigor. Ao mesmo tempo, as autoridades pediram que as pessoas “defendam a cidade” à medida que a contagem diária de casos de Covid-19 voltou a passar de 25 mil.

O departamento de polícia da cidade detalhou as restrições que a maioria dos 25 milhões de moradores está enfrentando e pediu que eles “combatem a epidemia e trabalhem juntos para uma vitória antecipada”.

“Aqueles que violarem as disposições desta notificação serão tratados em estrita conformidade com a lei pelos órgãos de segurança pública. Se constituir um crime, serão investigados de acordo com a lei”, disse o departamento em comunicado.

O centro financeiro e comercial está sob enorme pressão para tentar conter o maior surto de Covid-19 da China desde que o novo coronavírus surgiu na cidade de Wuhan no fim de 2019.

A polícia de Xangai também proibiu carros nas estradas, exceto aqueles envolvidos no trabalho de prevenção de epidemias ou no transporte de pessoas que precisam de tratamento médico de emergência.

As forças de segurança também alertaram os moradores, cada vez mais frustrados e lutando para obter suprimentos diários, para não espalhar informações falsas ou falsificar certificados de liberação.

Xangai registrou 25.141 novos casos assintomáticos de coronavírus nesta terça, acima dos 22.348 do dia anterior, e os casos sintomáticos também saltaram de 994 para 1.189, informaram autoridades da cidade.

As medidas de Xangai, que refletem a estrita abordagem “zero-Covid” da China destinada a eliminar as “cadeias de transmissão”, repercutiram na economia global, com analistas alertando para os prejuízos às cadeias de suprimentos em todos os setores.

Mais Recentes da CNN