Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Polícia russa detém 3.500 pessoas em protestos contra a guerra, diz agência

    Cidades como Moscou e São Petersburgo registraram "atos não autorizados", segundo a agência russa TASS

    Da CNN*

    Ouvir notícia

    A polícia deteve cerca de 3.500 pessoas em protestos contra a guerra na Ucrânia em cidades da Rússia neste domingo (6), incluindo 1.700 pessoas em Moscou e 750 em São Petersburgo, segundo a agência de notícias TASS, citando o Ministério do Interior.

    De acordo com o o OVD-Info, grupo de monitoramento independente que rastreia detenções na Rússia, o número chega a 4.357 detidos, em 56 cidades..

    A agência russa TASS informou que 5.200 pessoas participaram de “ações não autorizadas” em Moscou, São Petersburgo e outras regiões do país.

    “Unidades do Ministério do Interior da Rússia, em cooperação com outros agentes da lei, garantiram a lei e ordem em eventos públicos não autorizados que ocorreram em locais da Federação Russa”, disse Irina Volk, representante do ministério, citada pela TASS.

    Ela afirmou que 2.500 participaram de um ato em Moscou, com 1.700 detidos; em São Petersburgo, foram 750 levados à delegacia entre os 1.500 participantes. Outras 1.200 pessoas teriam comparecido a protestos em outras regiões do país, com 1.061 detidos.

    Fotos – Protestos contra a guerra na Ucrânia em todo o mundo

    A agência, citando a representante, afirmou que os detidos foram levados a delegacias para “investigação”, e que a decisão de levá-los à Justiça ainda será definida.

    Na semana passada, mais de 5.500 pessoas foram detidas em vários protestos na Rússia contra a guerra, segundo o grupo de monitoramento de protestos OVD-Info.

    *Com informações da Reuters

    Mais Recentes da CNN