Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Polícia turca usa gás lacrimogêneo para dispersar protesto por direitos LGBT

    A manifestação pacífica no centro de Istambul terminou com cerca de 20 pessoas detidas neste sábado (26)

    Polícia nas ruas de Ankara, na Turquia
    Polícia nas ruas de Ankara, na Turquia Foto: ADEM ALTAN/AFP via Getty Images

    Reuters

    A polícia turca disparou gás lacrimogêneo para dispersar uma multidão que se reuniu para a parada do Orgulho LGBT no centro de Istambul neste sábado (26), prendendo alguns dos que pretendiam participar de um evento proibido pelas autoridades locais.

    Um vídeo mostra policiais com equipamento de choque empurrando e arrastando pessoas, alguns agitando bandeiras do arco-íris, símbolo do orgulho LGBT, enquanto se reuniam para o evento em uma rua lateral da avenida Istiklal, localizada no centro da cidade.

    Cerca de 20 pessoas, incluindo um fotojornalista, foram detidas, de acordo com relatos da mídia.

    As autoridades turcas baniram repetidamente os eventos do Orgulho LGBT nos últimos anos. Antes disso, milhares de pessoas participavam do desfile na rua de Istambul.

    A Turquia é há muito tempo um candidato à adesão à União Europeia, mas seu processo de adesão vem definhando há anos em meio a tensões sobre uma variedade de questões, incluindo direitos humanos.

    Nesta quinta-feira (22), a maioria dos líderes da União Europeia prometeu continuar a combater a discriminação contra a comunidade LGBTI em uma carta conjunta.

    A promessa acontece em meio a um impasse com a Hungria, cujo parlamento aprovou na semana passada um projeto de lei que proíbe a distribuição de material em escolas que promovam a homossexualidade ou mudança de gênero.

    (Reportagem de Mehmet Emin Caliskan, Umit Bektas e Dilara Senkaya, escrita por Daren Butler, com edição de Mark Potter)