Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    COP27

    Presidente da Colômbia diz que Lula é fundamental para a preservação da Amazônia

    Na COP27, Gustavo Petro defendeu uma aliança com o Brasil, a Venezuela e outros países para a defesa da floresta

    Américo Martinsda CNN

    Em Sharm el-Sheik, Egito

    O presidente da Colômbia, Gustavo Petro, disse à CNN Brasil nesta terça-feira (8) que a liderança do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva é “fundamental” para ajudar na preservação da floresta amazônica.

    “A presença do Brasil é fundamental num tema que é absolutamente estratégico na luta contra as mudanças climáticas”, acrescentou o presidente colombiano.

    Ele disse ainda que espera se encontrar em breve com o presidente eleito do Brasil e lamentou a falta de agenda até aqui para a reunião entre os dois.

    Em seu discurso na cúpula de líderes mundiais presentes à COP27, em Sharm el-Sheikh, no Egito, Petro lançou a ideia de criação de uma aliança envolvendo a Colômbia, o Brasil, a Venezuela, o Peru e os Estados Unidos para a preservação da Amazônia.

    Primeiro presidente de esquerda eleito na Colômbia, Petro defende uma forte agenda de preservação ambiental. Em seu discurso, ele pediu o fim total da dependência do mundo por combustíveis fósseis e afirmou que todas as conferências do clima até aqui foram um total fracasso.

    Pouco antes de conversar com a CNN Brasil, Petro recebeu no estande da Colômbia na COP27 os presidentes da Venezuela, Nicolás Maduro, e do Suriname, Chan Santokhi.

    Os três países, assim como o Brasil e outras cinco nações, dividem partes da floresta amazônica. Durante a conversa entre os três, Petro fez outras referências a Lula, elogiando o presidente eleito.

    Em sua chegada a Sharm el-Sheik, Maduro disse que também havia proposto a Lula e a Petro uma aliança estratégica entre o Brasil, a Venezuela e a Colômbia para a preservação da Amazônia.

    Um relatório da ONG Clima 21, de setembro deste ano, no entanto, mostra que a Venezuela é o país que mais desmatou a floresta no período entre 2016 e 2021 –durante o governo Maduro.

    Por coincidência, o estande da Colômbia fica em frente ao estande oficial do Brasil na COP27. Maduro e Petro não visitaram a representação brasileira.

    O Brasil está sendo representado na COP27 por uma delegação chefiada pelo ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, que chega ao Egito na semana que vem para uma reunião com outros ministros da área.