Primeira-dama do Paraguai está na Flórida enquanto busca continua por familiares

A irmã da primeira-dama, Sophia López Moreira, seu marido Luis Pettengill e três filhos estavam nos Estados Unidos para receber as vacinas da Covid-19

Bombeiros apagam foco de incêndio em prédio que desabou na Flórida; número de mortos subiu para 4
Bombeiros apagam foco de incêndio em prédio que desabou na Flórida; número de mortos subiu para 4 Foto: Joe Raedle - 25.jun.2021/Getty Images

Karol Suarez e Florencia Trucco, da CNN

Ouvir notícia

 A primeira-dama do Paraguai, Silvana López Moreira, está na Flórida, enquanto continua a busca por sua irmã e a família de sua irmã em Surfside, Flórida, onde um prédio desabou. A assessoria de comunicação da presidência do Paraguai confirmou à CNN en Español que a primeira-dama, seus pais e os pais de seu cunhado chegaram à Flórida na quinta-feira (24).

A irmã da primeira-dama, Sophia López Moreira, seu marido Luis Pettengill e três filhos estavam nos Estados Unidos para receber as vacinas da Covid-19 quando ocorreu o desabamento do prédio de Miami, segundo o chanceler do Paraguai, Euclides Acevedo. Eles estão entre os seis paraguaios desaparecidos após o desabamento do prédio. Um tio da ex-presidente chilena Michelle Bachelet também está entre os desaparecidos.

 

Acevedo disse à CNN en Español na quinta-feira que membros da família da primeira-dama “foram lá para se vacinar, saíram com toda a família e o que aconteceu foi desagradavelmente inevitável. Nossa equipe consular está visitando todos os hospitais de Miami caso tenham sido internados, até o momento nosso relatório é negativo, estamos na incerteza, desestimula estar na categoria de desaparecidos porque são seis paraguaios apesar de pertencerem à família presidencial; obviamente, o presidente está chocado bem como sua esposa com este evento.”

“O Ministério de Relações Exteriores está em comunicação permanente com a Presidência da República e tudo o que sabemos sobre o consulado de Miami e tudo o que concerne a esta trágica situação, estamos compartilhando com eles”, acrescentou.

Mais Recentes da CNN