Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Primeiro-ministro britânico diz que haverá feriado após coroação do rei Charles III

    Coroação será em 6 de maio do ano que vem e a celebração do feriado acontecerá após dois dias

    Rei Charles III do Reino Unido
    Rei Charles III do Reino Unido Victoria Jones-WPA Pool/Getty Images

    Sarah Youngda Reuters

    O primeiro-ministro britânico Rishi Sunak disse que a coroação do rei Charles III será comemorada com um feriado extra em todo o país na segunda-feira, 8 de maio, logo após a coroação em 6 de maio.

    Charles, de 73 anos, tornou-se rei automaticamente após a morte de sua mãe, a rainha Elizabeth II, em setembro. Mas a grande cerimônia de coroação para ele e sua esposa Camilla acontecerá no próximo ano.

    A coroação da falecida rainha em 1953 foi acompanhada por um feriado extra e conceder um em 2023 seguiria essa tradição, explicou o gabinete do primeiro-ministro, dando tempo para famílias e comunidades desfrutarem do evento histórico.

    “A coroação de um novo monarca é um momento único para o nosso país”, declarou Sunak no comunicado. “Em reconhecimento a esta ocasião histórica, tenho o prazer de anunciar um feriado adicional para todo o Reino Unido no próximo ano.”

    A cerimônia acontecerá na Abadia de Westminster, em Londres, e seguirá a pompa tradicional usada para ungir monarcas nos últimos 1.000 anos.

    Reis e rainhas da Inglaterra, e mais tarde da Grã-Bretanha e do Reino Unido, foram coroados na Abadia de Westminster desde Guilherme, o Conquistador, em 1066. Charles é o 41º monarca em uma linhagem que remonta a William, e ele será o monarca mais antigo ser coroado.

    Charles é rei e chefe de estado não apenas do Reino Unido, mas de 14 outros reinos, incluindo Austrália, Canadá, Jamaica, Nova Zelândia e Papua Nova Guiné.

    Este ano, a Grã-Bretanha teve dois feriados extras, um para celebrar o Jubileu de Platina da rainha Elizabeth em junho e o segundo no dia de seu funeral em setembro.