Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Putin diz que aceita extraditar cibercriminosos se EUA fizerem o mesmo

    Líder russo se encontra com Joe Biden em cúpula em Genebra na próxima quarta-feira

    Vladimir Putin, presidente da Rússia
    Vladimir Putin, presidente da Rússia Foto: Reuters

    Reuters

    Ouvir notícia

     

    O presidente Vladimir Putin disse que a Rússia estaria pronta para entregar os cibercriminosos aos Estados Unidos se Washington fizesse o mesmo por Moscou e os dois países chegassem a um acordo nesse sentido.

    Putin fez os comentários em uma entrevista transmitida em trechos na televisão estatal no domingo, antes de uma cúpula de 16 de junho com o presidente dos EUA, Joe Biden, em Genebra. As relaçÕes entre os dois países estão tensas por causa de uma série de questões.

    O líder russo disse esperar que a reunião de Genebra ajude a estabelecer um diálogo bilateral e reviver contatos pessoais, acrescentando que questões importantes para os dois presidentes incluem estabilidade estratégica, Líbia e Síria, e meio ambiente.

     

    Putin também elogiou Biden por ter mostrado “profissionalismo” quando os Estados Unidos e a Rússia concordaram este ano em estender o tratado de controle de armas nucleares .

    A Casa Branca disse que Biden levará à reunião os ataques de ransomware vindos da Rússia. Essa questão está em destaque depois que um ataque cibernético interrompeu as operações norte-americanas e australianas do frigorífico JBS USA.

    Um grupo de hackers ligado à Rússia estava por trás do ataque, disse uma fonte americana na semana passada.

    Questionado se a Rússia estaria preparada para encontrar e processar criminosos cibernéticos, Putin disse que o comportamento da Rússia aqui dependeria de acordos formais firmados por Moscou e Washington.

    Ambos os lados teriam que se comprometer com as mesmas obrigações, disse ele.

    “Se concordarmos em extraditar os criminosos, então é claro que a Rússia fará isso, nós faremos, mas apenas se o outro lado, neste caso os Estados Unidos, concordar com o mesmo e extraditar os criminosos em questão para a Federação Russa”, disse.

    “A questão da segurança cibernética é uma das mais importantes no momento, porque desligar todos os tipos de sistemas pode levar a consequências realmente difíceis”, disse ele.

    Mais Recentes da CNN