Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ataque no Maine: Quem são as vítimas do atirador que matou 18 pessoas nos EUA

    Criminoso, que atirou nas pessoas em uma pista de boliche na quarta-feira (25), está foragido

    Polícia fecha rua que leva a bar após ataque a tiros na cidade de Lewiston, no Estado norte-americano do Maine
    Polícia fecha rua que leva a bar após ataque a tiros na cidade de Lewiston, no Estado norte-americano do Maine 26/10/2023 REUTERS/Nicholas Pfosi

    Da CNN

    Os tiroteios em Lewiston, no estado americano do Maine, na quarta-feira (25), horrorizaram a comunidade enquanto detalhes sobre as vítimas foram surgindo. A polícia procura o suspeito pelos ataques.

    Das 18 vítimas, sete foram encontradas mortas na pista de boliche Just-In-Time Recreation, e oito foram encontradas mortas no Schemengees Bar & Grille, enquanto outras três morreram no hospital, de acordo com o coronel da Polícia do Estado do Maine, William Ross.

    Veja também: FBI cerca casa de suspeito de ataque a tiros nos EUA

    Veja alguns dos nomes de vítimas divulgados até agora:

    • Peyton Brewer-Ross

    Brewer-Ross, de 39 anos, estava jogando um torneio de um jogo conhecido como cornhole em Schemengees quando foi morto, disse seu irmão Ralph Brewer à CNN.

    Ele adorava jogar cornhole e passar o tempo com os amigos no bar e churrascaria; ele também gostava de quadrinhos e de jogar. Ele deixa uma filha de 2 anos, Elle, que comemorou seu aniversário há duas semanas, segundo seu irmão.

    • Arthur “Artie” Strout

    Strout também estava em Schemengees, segundo disse seu pai, Arthur Bernard, à afiliada da CNN WBZ. Bernard disse que tinha acabado de sair de Schemengees minutos antes de receber uma ligação informando que havia um atirador ativo no restaurante. Strout deixa cinco filhos.

    • Joseph Walker

    Walker era o gerente do bar em Schemengees, de acordo com seu pai, Leroy Walker, vereador da cidade vizinha de Auburn, em declarações à afiliada da CNN WGME. A polícia estadual disse à esposa de Joseph que ele foi morto depois de pegar uma faca e tentar deter o atirador, disse Leroy.

    • Tricia Asselin

    Asselin, de 53 anos, trabalhava meio período na Just-In-Time Recreation e estava jogando boliche na noite de quarta-feira quando o tiroteio começou, disse seu irmão DJ Johnson à CNN.

    Johnson disse que Tricia correu até o balcão e estava tentando ligar para a polícia quando foi baleada. Sua outra irmã, Bobbi Nichols, também estava na pista de boliche e conseguiu escapar; ela só soube da morte de Asselin horas depois. “Minha irmã é uma heroína”, disse Nichols à CNN na quinta-feira.

    • Bryan MacFarlane 

    MacFarlane, de 40 anos, também estava participando de um torneio cornhole em Schemengees quando foi morto, disse sua irmã Keri Brooks à CNN.

    Ele fazia parte da comunidade surda local, que geralmente se reúne no restaurante para jogar às quartas-feiras. Brooks acrescentou que MacFarlane foi uma das primeiras pessoas surdas no estado de Vermont a obter sua carteira de motorista comercial. Ele adorava andar de moto e sair com seu cachorro chamado M&M.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original