Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Reconhecimento de Estado palestino seria “prêmio por terrorismo”, diz Netanyahu

    Irlanda, Noruega e Espanha anunciaram que reconhecerão Estado palestino

    Benjamin Netanyahu em Jerusalém
    Benjamin Netanyahu em Jerusalém 18/2/2024 REUTERS/Ronen Zvulun

    Da CNN

    O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, classificou como “prêmio pelo terrorismo” o anúncio da Irlanda, Noruega e Espanha na quarta-feira (22) de que reconhecerão um Estado palestino.

    “Este seria um Estado terrorista. Tentaria fazer o massacre de 7 de outubro várias vezes, e com isso não concordaremos”, pontuou Netanyahu em comunicado, fazendo referência ao ataque do Hamas no ano passado.

    O premiê disse ainda que Israel não se intimidará em vencer a guerra na Faixa de Gaza.

    O reconhecimento entrará em vigor nos três países europeus em 28 de maio, disse o ministro das Relações Exteriores irlandês, Micheál Martin.

    O Estado palestino foi reconhecido por mais de 130 dos 193 Estados-membro das ONU, de acordo com a Organização para a Libertação da Palestina.

    Os Estados Unidos criticaram a medida anunciada pelas nações europeias, mesmo ressaltando que Joe Biden é defensor da chamada solução de dois Estados.

    “O presidente é um forte defensor de uma solução de dois Estados e tem adotado essa mesma posição ao longo de sua carreira”, disse um porta-voz do Conselho de Segurança Nacional à CNN nesta quarta-feira (22).

    “Ele acredita que um Estado palestino deve ser realizado através de negociações diretas entre as partes, e não através de reconhecimento unilateral”, adicionou.

    *com informações da Reuters