Recuperação de submarino indonésio termina com dúvidas sobre equipamento militar

Acidente provocou questionamentos sobre a manutenção dos equipamentos militares na quarta nação mais populosa do mundo

Equipe de buscas se prepara para procurar submarino na Indonésia
Equipe de buscas se prepara para procurar submarino na Indonésia Foto: Suryanto/Anadolu Agency via Getty Images

Kate Lamb, Agustinus Beo Da Costa e Stanley Widianto,

da Reuters, em Jacarta

Ouvir notícia

A Indonésia encerrou nesta quarta-feira (2) os esforços para recuperar um submarino atingido por um desastre que custou 53 vidas e provocou questionamentos sobre a manutenção dos equipamentos militares na quarta nação mais populosa do mundo.

O submarino de 44 anos de uso perdeu contato com a Marinha indonésia no dia 21 de abril enquanto se preparava para um exercício com torpedos no Mar de Bali, desencadeando uma busca e um esforço de resgate internacionais desesperados para encontrar a embarcação antes de os suprimentos de oxigênio acabarem.

Quando o submarino foi descoberto dias depois em três partes, autoridades admitiram as dificuldades de resgatá-lo a uma profundidade de 840 metros.

O porta-voz da Marinha, Julius Widjojono, disse não haver planos para continuar o esforço depois que a cooperação com a China terminou.

“A recuperação acabou”, disse ele à Reuters nesta quarta-feira, acrescentando que partes da embarcação continuam no leito marinho.

A China enviou três navios para auxiliar a operação no mês passado.

A tragédia sublinha os temores a respeito do estado dos equipamentos militares da Indonésia. Vários tripulantes de submarino veteranos insinuaram que o KRI Nanggala-402 não estava sendo mantido em condições ideais.

Antes de ele afundar, seu comandante, o coronel Heri Oktavian, havia se queixado a uma amiga, a jornalista e analista militar Edna Caroline Pattisina, sobre o adiamento de uma reforma agendada para 2020, disse ela à Reuters.

A embarcação havia sido reformada pela última vez na Coreia do Sul em 2012, acrescentou.

Tópicos

Mais Recentes da CNN