Região do Atacama, no Chile, sofre segundo terremoto em menos de 24 horas

Informações iniciais apontam que não houve danos, além de relatos de interrupções no fornecimento de energia elétrica

Localização do hipocentro de terremotos na região do Atacama em 1º de setembro de 2020
Localização do hipocentro de terremotos na região do Atacama em 1º de setembro de 2020 Foto: USGS/ Reprodução

Bhargav Acharya, da Reuters

Ouvir notícia

Um terremoto de magnitude 6.5 atingiu a costa do Atacama, no Chile, nesta terça-feira (1º), um dia depois de um tremor ainda mais intenso na área, segundo informações do Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês).

O tremor, inicialmente registrado como sendo de magnitude 6.1, ocorreu a uma profundidade rasa de 14,32 quilômetros, disse o USGS.

Na madrugada de segunda para terça-feira, a região foi atingida por um tremor mais forte, de magnitude 6.8, que segundo registros iniciais não resultou em “danos a pessoas, alteração de serviços básicos ou na infraestrutura”. 

Assista e leia também:

Forte terremoto atinge a região do Atacama, no norte do Chile

Segundo o jornal chileno La Tercera, o diretor do Escritório Nacional de Emergência, Ricardo Toro, afirmou que foram registrados “micro cortes de energia” em setores da Região do Atacama e interrupções preventivas em algumas estradas.

Mais Recentes da CNN