Repórter da CNN registra tumulto e tiros próximo ao aeroporto de Cabul

Pelo menos 17 pessoas ficaram feridas em novo episódio de tumulto no aeroporto; afegãos tentam deixar o país após Talibã tomar o poder

Diego Pavão, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Tiros foram disparados no aeroporto de Cabul, palco de cenas de desespero e confusão nesta semana após a tomada do governo afegão pelo grupo islâmico Talibã. As informações são da repórter da CNN Internacional Clarissa Ward.

A jornalista estava a pouco mais de 180 metros do aeroporto quando tiros foram ouvidos. Centenas de pessoas estão nas redondezas do local tentando fugir do país. Segundo Clarissa Ward, os tiros não são direcionados às pessoas, e sim são feitos para o alto para dispersar a multidão.

Muitos afegãos ouvidos pela repórter afirmam que o Talibã não permite o acesso ao aeroporto, apesar do grupo já ter dito que não dificultaria a passagem. A profissional teve que encerrar a participação ao vivo porque, segundo ela, não era mais seguro ficar lá.

Oficiais da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) relatam que 17 pessoas ficaram feridas em um pisoteamento no aeroporto de Cabul na manhã desta quarta-feira (18). O local tem fluxo intenso de passageiros: a maioria diplomatas e funcionários de embaixadas, que são retirados às pressas do Afeganistão.

Repórter da CNN Internacional Clarissa Ward estava próximo do aeroporto
Repórter da CNN Internacional Clarissa Ward estava próximo do aeroporto da capital afegã quando tumulto começou
Foto: Reprodução/CNN Brasil (18.ago.2021)

Fotos – A crise no Afeganistão

 

Mais Recentes da CNN