Mulher indígena é eleita presidente da Assembleia Constitucional do Chile

Elisa Loncon, que ocupa uma das cadeiras reservadas para povos indígenas, obteve 96 votos para presidir a instância

Da CNN Chile

Ouvir notícia

A primeira decisão da Assembleia Constitucional do Chile, que teve sua primeira sessão neste domingo (4), foi definir a presidência do órgão constituinte.

Elisa Loncón, uma das 17 deputadas em cadeiras reservadas para povos indígenas, foi quem obteve 96 votos e assumiu a presidência da instância.

Por sua vez, o ex-deputado da Renovação Nacional, Harry Jürgensen, ficou com a segunda maioria com um total de 33 votos, seguido por Patricia Politzer com 19 votos.

A votação foi realizada pela segunda vez porque nenhuma das alternativas havia atingido os 76 votos necessários para assumir o cargo na primeira instância.

Loncón e o representante do Chile Vamos, obtiveram a maioria das preferências na primeira votação, com 58 e 36 votos respectivamente, seguido por Isabel Godoy, representante do povo Colla (35 votos) e Politzer, do Independientes No Neutrales (20 votos). 

A maioria dos votos de Godoy foi para Loncón na segunda votação, o que permitiu o amplo triunfo do representante do povo Mapuche.

Outros nomes que também apareceram na primeira votação foram Cristina Dorador, independente (3 votos), Natividad Llanquileo, representante do povo Mapuche (1 voto), Agustín Squella, independente com cota do Partido Liberal (1 voto) e Daniel Bravo, independente (1 voto).

(Texto traduzido, clique aqui e leia o original em espanhol)

Mais Recentes da CNN