Representantes do Talibã entram em palácio presidencial do Afeganistão

De 8 a 9 representantes do grupo islâmico estão no local, segundo fontes ouvidas pela CNN; autoridades do alto escalão do governo estão no aeroporto de Cabul

Clarissa Ward, da CNN

Ouvir notícia

Oito ou nove representantes da delegação do Talibã do Catar entraram no  palácio presidencial do Afeganistão, em Cabul, na tarde deste domingo (15), disse uma fonte à CNN.

Entre eles está Anas Haqqani, irmão de Sirajuddin Haqqani, o vice-líder do grupo, acrescentou a fonte. Sirajuddin Haqqani, também é o chefe da rede Haqqani, um grupo terrorista familiar que está alinhado com o Talibã e também com a Al-Qaeda.

A rede Haqqani é considerada por especialistas em segurança como uma das ameaças mais significativas à estabilidade no Afeganistão. Ela foi responsabilizada por vários ataques em grande escala no país.

Doha sediou conversas na semana passada entre representantes do Talibã e funcionários do governo afegão, juntamente com enviados dos Estados Unidos, China, Paquistão, ONU, União Europeia, entre outros.

Funcionários do governo tentam deixar o país

Uma fonte do aeroporto internacional Hamid Karzai, em Cabul, disse à CNN que uma série de autoridades do alto escalão do governo afegão, incluindo alguns dos assessores do presidente Ashraf Ghani, chegaram à sala VIP do aeroporto e esperavam por um voo para deixar o país.

O destino para onde eles pretendem viajar é desconhecido.

Neste domingo (15), um voo da Air India vindo de Nova Déli pousou no aeroporto afegão, de acordo com dados de plataformas de rastreamento de voos.

Os dados também mostram que uma aeronave da Emirates que deveria chegar ao país vindo de Dubai desistiu de pousar no Afeganistão.

O voo EK 640 da Emirates abandonar sua rota ao Aeroporto Internacional Hamid Karzai por razões de segurança, disse a companhia aérea à CNN. De acordo com a Emirates, todos os voos previstos para Cabul foram cancelados durante o dia.

(Texto traduzido; leia o original em inglês)

Mais Recentes da CNN