Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Rússia ameaça retaliação contra Noruega por acesso às ilhas do Ártico

    Noruegueses estariam bloqueando envio de mantimentos essenciais para assentamentos russos em arquipélago ártico

    Igreja de Svalbard, acima do centro da cidade, enquanto montanhas aparecem quase sem neve durante onda de calor de verão no arquipélago norueguês.
    Igreja de Svalbard, acima do centro da cidade, enquanto montanhas aparecem quase sem neve durante onda de calor de verão no arquipélago norueguês. Sean Gallup / Getty Images

    Terje Solsvikda Reuters

    em Oslo

    Ouvir notícia

    A Rússia disse, nesta quarta-feira (29), que as restrições impostas pela Noruega estão bloqueando mercadorias para assentamentos de população russa no arquipélago ártico de Svalbard, e ameaçou “medidas de retaliação” não especificadas, a menos que Oslo resolva a questão.

    Svalbard, que fica no meio do caminho entre a costa norte da Noruega e o Polo Norte, faz parte da Noruega, mas a Rússia tem o direito de explorar os recursos naturais do arquipélago sob um tratado assinado em 1920, e alguns assentamentos são povoados principalmente por russos.

    A Noruega, que não faz parte da União Europeia, mas aplica sanções do bloco contra a Rússia, disse que as sanções não afetariam o transporte de mercadorias por navio para Svalbard.

    Mas grande parte do frete para os assentamentos russos do arquipélago passa primeiro por um posto de controle na Noruega continental, que está fechado para mercadorias sancionadas.

    O Ministério das Relações Exteriores da Rússia disse que convocou o encarregado de negócios da Noruega para protestar contra as restrições, que, segundo ele, interromperam a entrega de suprimentos essenciais, incluindo alimentos e equipamentos médicos.

    Chamando a situação de “inaceitável”, alertou que ações “hostis” contra a Rússia levariam a “medidas de retaliação”.

    O Ministério das Relações Exteriores da Noruega não estava imediatamente disponível para comentar o assunto quando contatado pela Reuters.

    Noruega culpa “grupo pró-russo” por ataque cibernético

    Várias instituições da Noruega foram submetidas ao chamado ataque cibernético de negação de serviço distribuído (DDoS) nas últimas 24 horas, disse a autoridade de segurança norueguesa NSM nesta quarta-feira (29), culpando um “grupo criminoso pró-Rússia”.

    Os ataques, que começaram da noite para o dia, atingiram instituições públicas e privadas que oferecem serviços importantes, disse a agência, mas não citou nenhuma das afetadas.

    “Estamos trabalhando para descobrir se há uma ligação com atores patrocinados pelo Estado”, disse a chefe do NSM, Sofie Nystroem, mais tarde à emissora TV2.

    “Temos certeza de que nenhuma informação sensível foi tomada.”

    O site da Autoridade Norueguesa de Inspeção do Trabalho não estava disponível na quarta-feira e a mídia norueguesa informou que estava entre os alvos do ataque.

    “Vimos ataques semelhantes em outros países recentemente, embora nenhum deles tenha relatado qualquer impacto duradouro”, disse o NSM.

    Mais Recentes da CNN