Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Rússia anuncia suspensão de acordo de grãos com a Ucrânia

    Negociado pela ONU e Turquia, tratado expiraria no fim desta segunda-feira (17)

    Da Reuters

    A Rússia suspendeu sua participação no acordo de exportação de grãos do Mar Negro, informou o Kremlin nesta segunda-feira (17).

    O acordo, negociado pelas ONU e pela Turquia em julho passado, visa aliviar uma crise global de alimentos, permitindo que os grãos ucranianos bloqueados pelo conflito Rússia-Ucrânia sejam exportados com segurança. Ele havia sido prorrogado várias vezes, mas deveria expirar nesta segunda.

    A Rússia vinha dizendo há meses que as condições para sua extensão não haviam sido cumpridas.

    “Na verdade, os acordos do Mar Negro deixaram de ser válidos hoje”, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, a repórteres.

    “Infelizmente, a parte desses acordos do Mar Negro em relação à Rússia não foi implementada até agora, então seu efeito foi encerrado.”

    Moscou reclama há muito tempo que persistem obstáculos às suas exportações de grãos e fertilizantes, embora não tenham sido sancionados diretamente pelo Ocidente, e apresentou uma série de exigências que disse não terem sido atendidas.

    “Assim que a parte russa dos acordos for cumprida, o lado russo retornará à implementação deste acordo, imediatamente”, disse Peskov.

    Ele disse que a decisão de não renovar o acordo não está relacionada a um ataque noturno na ponte entre a Rússia e a Crimeia, que ele chamou de “ato terrorista” e culpou a Ucrânia.

    Os militares ucranianos sugeriram que o ataque poderia ser algum tipo de provocação da própria Rússia, mas a mídia ucraniana citou fontes não identificadas dizendo que o Serviço de Segurança da Ucrânia estava por trás do incidente.

    “Estes são eventos absolutamente não relacionados. Mesmo antes do ataque terrorista, a posição foi declarada pelo presidente Putin”, disse Peskov.