Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Rússia diz ter destruído mísseis antiaéreos dados à Ucrânia por país europeu

    Ministério da Defesa afirmou que armamento estava escondido em hangar nos arredores de Dnipro, no sudeste ucraniano

    Míssil S-300 russo lançado durante exercício militar19/06/2019REUTERS/Sergey Pivovarov
    Míssil S-300 russo lançado durante exercício militar19/06/2019REUTERS/Sergey Pivovarov REUTERS

    Da Reuters

    A Rússia afirmou nesta segunda-feira (11) que havia usado mísseis de cruzeiro para destruir mísseis antiaéreos S-300 que fornecidos à Ucrânia por um país europeu não identificado.

    A Rússia lançou os mísseis de cruzeiro Kalibr no domingo (10) contra quatro lançadores S-300 que estavam escondidos em um hangar nos arredores da cidade ucraniana de Dnipro, segundo o Ministério da Defesa russo. Foram atingidos 25 soldados ucranianos no ataque, segundo os russos.

    As forças russas disseram que “mísseis Kalibr de alta precisão lançados do mar” destruíram os mísseis antiaéreos S-300 que haviam sido “entregues ao regime de Kiev por um país europeu”. A Rússia não disse qual país europeu havia fornecido os sistemas S-300.

    A Eslováquia, que havia doado tal sistema de mísseis à Ucrânia, disse que as armas que havia fornecido não tinham sido atingidas.

    “Nosso S-300 não foi destruído”, disse a porta-voz do governo eslovaco, Lubica Janikova.

    As forças russas também derrubaram dois aviões ucranianos Su-25 perto da cidade de Izium e destruíram dois depósitos de munição, um dos quais perto da cidade de Mykolaiv, no sul, segundo o Ministério da Defesa russo.

    Os militares ucranianos não responderam de imediato a um pedido de comentários.