Rússia quer expandir uso do rublo nas exportações, mas ainda sem prazos

Decreto de Putin no final de março impôs obrigação aos compradores de gás a abrir pelo menos duas contas especiais - uma para euros ou dólares e outra para rublos - no Gazprombank

Vendedor conta notas de rublos em mercado de Omsk, Rússia
Vendedor conta notas de rublos em mercado de Omsk, Rússia Alexey Malgavko/Reuters

Da Reuters

Ouvir notícia

O porta- voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse nesta sexta-feira (15) que a Rússia quer expandir o uso do rublo para exportações de energia, mas que é muito cedo para falar de prazos e detalhes.

“O presidente estabeleceu uma abordagem metódica e passo a passo para expandir o uso de moedas nacionais”, disse Peskov a repórteres em uma teleconferência.

O presidente russo, Vladimir Putin, disse na quinta-feira (14) que o papel das moedas nacionais nos acordos de exportação deve aumentar, em meio ao desejo declarado da Rússia de mudar para rublos nos pagamentos por seu fornecimento de gás, principalmente para a Europa.

Uma nota interna da Comissão Europeia classificou a cobrança em rublos como uma violação às sanções impostas aos russos. A nota da CE, deixando claro que é técnica, preliminar e baseada em uma tradução não oficial do Decreto Presidencial russo de 31 de março, disse que a lei acrescentou várias novas camadas de obrigações aos compradores de gás da União Europeia, tirando a efetiva conclusão da compra de suas mãos.

O decreto de Putin impôs uma obrigação aos compradores de gás da UE de abrir pelo menos duas contas especiais – uma para euros ou dólares e outra para rublos – no Gazprombank e canalizar todos os pagamentos de gás através do banco.

 

Mais Recentes da CNN