Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Se Hezbollah entrar no conflito, abrirá 2ª frente de guerra em Israel, diz especialista

    À CNN Rádio, o professor Bernardo Wahl avaliou que ofensiva poderá ficar mais ampla

    Foguete lançado da Faixa de Gaza atinge uma área perto de Sderot, no sul de Israel
    Foguete lançado da Faixa de Gaza atinge uma área perto de Sderot, no sul de Israel 09/10/2023REUTERS/Amir Cohen

    Amanda Garciada CNN

    O professor de relações internacionais da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo Bernardo Wahl avalia que um dos caminhos para a Guerra de Israel pode ser a entrada do Hezbollah no conflito.

    À CNN Rádio, ele explicou que o grupo extremista que controla o sul do Líbano já teve troca de tiros com Israel neste conflito, sob a justificativa de que “eram disparos de advertência.”

    Por um lado, o professor afirma que se o Hezbollah “estivesse envolvido na ofensiva, teria atacado junto, com foguetes, para sobrecarregar o espaço aéreo israelense.”

    Ao mesmo tempo, porém, ele lembrou que “em conflitos anteriores, quando Israel entrou em Gaza, o Hezbollah atacou.”

    Por esse motivo, Wahl afirma que “a possibilidade existe, o que abriria uma segunda frente da guerra, tornando o conflito mais amplo.”

    O especialista acredita que Israel “vai tentar evitar o embate direto, buscando outros meios para subjugar o Hamas após os ataques.”

    Veja mais: Parentes de brasileiros desaparecidos em Israel relatam apreensão

    “Israel lançou contra-ataques e faz cerco em Gaza para sufocar a economia dessa região, uma questão é a possibilidade de incursão terrestre israelense”, disse.

    No entanto, ele avalia que o “Hamas está preparado, seria uma luta difícil e esta incursão pode custar caro.”

    “O perigo é que o conflito se espalhe e sobrecarregue o domo de ferro”, completou.

    O domo de ferro é o sistema antimíssil de defesa israelense.

    *Com produção de Isabel Campos