Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Singapore Airlines oferece indenização a feridos em turbulência severa

    Episódio causou uma morte e dezenas de feridos no mês passado

    Foto mostra interior de avião danificado após turbulência
    Foto mostra interior de avião danificado após turbulência Obtido pela Reuters

    Da Reuters

    A Singapore Airlines ofereceu uma indenização aos passageiros feridos no mês passado durante um voo que enfrentou forte turbulência, que resultou em dezenas de feridos e uma morte.

    Cada passageiro que sofreu ferimentos leves recebeu uma oferta de US$ 10 mil em indenização, enquanto aqueles que sofreram ferimentos mais graves foram convidados a discutir uma oferta, disse a companhia aérea nesta terça-feira (11) em um post no Facebook.

    “Aos passageiros avaliados clinicamente como tendo sofrido ferimentos graves, necessitando de cuidados médicos de longo prazo e solicitando assistência financeira, é oferecido um pagamento adiantado de US$ 25 mil para atender às suas necessidades imediatas”, escreveu a companhia aérea. “Isso fará parte da compensação final que esses passageiros receberão”.

    Além disso, todos os passageiros do voo SQ321 de 20 de maio de Londres para Singapura serão reembolsados ​​do custo dos seus bilhetes, acrescentou.

    O Boeing 777-300ER estava com cerca de 10 horas de voo e no meio do serviço de bordo quando sofreu turbulência enquanto sobrevoava a Bacia do Irrawaddy, em Mianmar.

    Geoff Kitchen, um britânico de 73 anos, morreu devido a uma suspeita de problema cardíaco, segundo autoridades tailandesas. A aeronave foi desviada para Bangkok após o incidente.

    A emissora Channel News Asia, com sede em Singapura, informou na semana passada que cerca de dez passageiros permaneceram em um hospital tailandês mais de duas semanas após o voo. Dois ou três foram levados para casa em ambulâncias aéreas.

    O Advertiser, um jornal australiano, informou no domingo que um dos passageiros, Kerry Jordan, ficou paralisado do peito para baixo.

    Dados do site de rastreamento de aviação FlightRadar24 mostraram que o voo mergulhou repentinamente e depois subiu rapidamente algumas centenas de metros, depois mergulhou e subiu novamente, antes de finalmente retornar à altitude de cruzeiro. Toda a interrupção durou cerca de 90 segundos, de acordo com os dados.

    A turbulência ocorre quando um avião voa através de corpos de ar em conflito, movendo-se em velocidades muito diferentes.

    O voo SQ321 provavelmente encontrou tempestades em rápido desenvolvimento no sul de Mianmar durante o período em que foi relatada turbulência extrema, de acordo com análise da CNN Weather.