Suprema Corte permite que procuradores de NY tenham acesso a impostos de Trump

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump Foto: Kevin Lamarque/Reuters (7.jul.2020)

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, conseguiu uma derrota e uma vitória em dois julgamento sna Suprema Corte nesta quinta-feira (9). Em um julgamento de recursos apresentados contra o presidente, os juízes decidiram que documentos sobre os impostos de Trump terão de ser apresentados a procuradores de Nova York, em possíveis investigações sobre irregularidades do presidente em seus negócios.

Por outro lado, a Suprema Corte decidiu que o Congresso, hoje controlado pelos Democratas, não pode ter acesso aos registros fiscais de Trump.

Na prática, isso significa que a vida financeira de Trump deve continuar ocultada da opinião pública, pelo menos até a eleição, ainda que ele seja investigado. O resultado das duas decisões foi o mesmo: 7 a 2.

A defesa de Trump tinha pedido que a Suprema Corte rejeitasse os dois pedidos. O argumento dos advogados do presidente era o de que ele detinha imunidade enquanto ocupasse o cargo. Os juízes da Suprema Corte acataram essa linha de defesa no recurso apresentado pelo Congresso, mas o rejeitaram no caso da procuradoria de NY.

O procurador federal do Distrito de Novya York, Cy Vance Jr comemorou, em nota, a decisão. “É uma vitória tremenda para o sistema de Justiça no país, que é fundado no princípio de que ninguém, nem mesmo o presidente, está acima da lei”, disse.

A investigação sobre irregularidades nos negócios de Trump estava paralisada há um ano e será retomada, segundo o procurador.  

Trump disputa a reeleição em novembro contra o democrata Joe Biden, senador e ex-vice-presidente dos EUA.

 

Mais Recentes da CNN