Suspeito de relação com incêndios ‘fora de controle’ na Cidade do Cabo é preso

Autoridades investigam se o incêndio original foi criminoso

Sarah Dean, da CNN

Ouvir notícia

Um homem foi detido por suposta relação com incêndios de grandes proporções que começaram na manhã de domingo (18) e ainda continuam na Cidade do Cabo, na África do Sul.

“Um suspeito, com cerca de 30 anos, foi levado sob custódia na noite passada nas proximidades de Devil’s Peak”, disse o município da Cidade do Cabo em um comunicado.

As autoridades investigarão as especulações de que incêndios adicionais foram iniciados e se o incêndio original foi criminoso, acrescentou o comunicado.

Nesta segunda-feira (19), cerca de 150 bombeiros estão combatendo as chamas que começaram no Parque Nacional de Table Mountain, na Cidade do Cabo, danificaram prédios e levaram à evacuação de visitantes do ponto mais famoso da cidade.

De acordo com as autoridades da Cidade do Cabo, as condições climáticas adversas estão atrapalhando os esforços dos bombeiros para apagar as chamas. Eles disseram também que o incêndio “ainda não está sob controle”.

Em uma atualização compartilhada no Facebook, as autoridades disseram que o apoio aéreo ao combate a incêndios continua aterrado devido aos fortes ventos.

Dois bombeiros que ficaram feridos precisaram ser internados no hospital, e nove estruturas foram destruídas pelas chamas, disse Jermaine Carelse, porta-voz dos Serviços de Bombeiros e Resgate da Cidade do Cabo, em um e-mail à CNN no domingo.

O fogo agora está se espalhando na direção a Vredehoek, subúrbio da Cidade do Cabo localizado no City Bowl, nas encostas da Table Mountain. Todas as escolas da área foram tiveram que ser evacuadas.

“Todos os esforços permanecem focados no combate ativo ao incêndio por enquanto, embora o fogo seja difícil de alcançar em alguns lugares e esperamos que o suporte aéreo de combate a incêndios possa ser implantado para apagar as chamas antes que atinjam a periferia urbana”, a prefeitura da Cidade do Cabo em sua conta no Twitter na manhã desta segunda-feira.

Incêndio na África do Sul
De acordo com as autoridades da Cidade do Cabo, as condições climáticas adversas estão atrapalhando os esforços dos bombeiros para apagar as chamas
Foto: Mike Hutchings/Reuters

Biblioteca histórica em chamas

O incêndio “destruiu completamente” a histórica Sala de Leitura da Biblioteca Jagger da Universidade da Cidade do Cabo e forçou a evacuação de estudantes no domingo.

O Diretor Executivo das Bibliotecas da Universidade da Cidade do Cabo, Ujala Satgoor, disse que a equipe assistiu com “horror e impotência” enquanto a biblioteca “elegante e histórica” queimava.

“Algumas de nossas valiosas coleções foram perdidas, no entanto, uma avaliação completa só pode ser feita quando o prédio for declarado seguro e pudermos entrar”, acrescentou Satgoor.

“É trágico que tesouros literários tenham sido perdidos na biblioteca da universidade, mas fui informado que algumas das obras mais valiosas foram salvas pela rápida ativação de portas”, disse o prefeito da Cidade do Cabo, Dan Plato, em um comunicado.

De acordo com Satgoor, casas particulares também foram danificadas no incêndio, assim como o restaurante Rhodes Memorial e estruturas históricas como o moinho de vento Mostert’s Hill, de acordo com.

“Desejo expressar nossa gratidão pelos esforços dos bombeiros que têm trabalhado sem parar para tentar controlar este grande incêndio”, acrescentou Dan Plato.

Ingrid Formanek e David McKenzie contribuíram para esta reportagem.

(Texto traduzido, clique aqui e leia o original em inglês)

Mais Recentes da CNN