Suspensão de fluxo de gás russo não deve atingir mercado doméstico ucraniano

Empresa que opera o sistema de gás da Ucrânia disse anteriormente que suspenderia os fluxos a partir de quarta-feira

Dutos de gás perto de Volovets, Ucrânia
Dutos de gás perto de Volovets, Ucrânia 7/10/2015 REUTERS/Gleb Garanich

Da Reuters

Ouvir notícia

 

A suspensão da Ucrânia dos fluxos de gás natural russo através da rota Sokhranivka não deve ter impacto no mercado doméstico ucraniano, disse o chefe da empresa estatal de energia Naftogaz, Yuriy Vitrenko, à Reuters nesta terça-feira (10).

A GTSOU, que opera o sistema de gás da Ucrânia, disse anteriormente que suspenderia os fluxos pela rota Sokhranivka a partir de quarta-feira (11), declarando “força maior”, se usasse uma uma cláusula para quando uma empresa é atingida por algo além de seu controle.

Tensões acirradas

A decisão da estatal russa Gazprom de suspender o fornecimento de gás para a Bulgária e a Polônia acendeu o alerta para um possível desabastecimento de energia em parte da União Europeia e acirrou as tensões entre a Rússia e países do Ocidente em meio a uma nova fase da guerra na Ucrânia.

A Gazprom atribuiu a interrupção do envio de gás para os dois países ao não pagamento pelo combustível em rublos, como o governo da Rússia havia determinado para conter a desvalorização da moeda do país, que teve a economia atingida pela sanções internacionais impostas após o início da invasão à Ucrânia.

 

Mais Recentes da CNN