Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Tempestade de inverno nos EUA deixa onze mortos e milhares sem energia

    País atingiu recorde de temperatura mínima em alguns lugares

    Dia frio em Nova York, EUA
    Dia frio em Nova York, EUA Clay LeConey/Unsplash

    Aya ElamroussiRay SanchezEric Levensonda CNN

    Uma forte tempestade de inverno atingiu os Estados Unidos na sexta-feira (23), com ventos fortes e neve pesada, deixando pelo menos nove mortos, interrompendo a energia de mais de um milhão de clientes e destruindo planos de férias de costa a costa.

    A tempestade – que deve se intensificar à medida que avança pelo meio-oeste e leste – está deixando as estradas em péssimas condições, com pouca visibilidade e ruas cobertas de gelo.

    A inundação costeira também é um problema, particularmente ao longo da costa do Nordeste.

    Todos os modos de viagem – aviões, trens e automóveis – estavam sendo interrompidos: havia centenas de quilômetros de estradas fechadas e os cancelamentos de voos estavam crescendo rapidamente.

    Em Nova York, inundações ao longo da Long Island Rail Road forçaram parte da filial de Long Beach a fechar temporariamente.

    “O Natal foi cancelado”, disse Mick Saunders, morador de Buffalo, Nova York, que passou duas horas em condições de nevasca que devem durar até a manhã de domingo. “Toda a família e amigos concordaram que é mais seguro assim”.

    Pelo menos 9 mortes foram registradas desde quarta-feira (21).

    No centro-norte do Kansas, três pessoas morreram em acidentes de carro separados na noite de quarta. Uma morte foi confirmada como relacionada ao clima e duas foram consideradas relacionadas ao clima, mas precisam de mais investigações, de acordo com o porta-voz da Patrulha Rodoviária do Kansas, tenente Candice Breshears.

    Em Kansas City, uma pessoa morreu depois de perder o controle de seu Dodge Caravan em estradas geladas na tarde de quinta-feira (22), de acordo com o Departamento de Polícia de Kansas City.

    “O Dodge desceu o barranco, passou por cima do muro de contenção de cimento e caiu de cabeça para baixo, submerso em Brush Creek”, disse a polícia em um comunicado.

    Em Kentucky, três pessoas morreram devido à tempestade, incluindo duas em acidentes de veículos e a outra em Louisville, uma pessoa com “insegurança habitacional”, disse o governador Andy Beshear.

    O corpo do homem foi encontrado do lado de fora sem sinais óbvios de trauma e uma autópsia determinaria a causa da morte, disse a polícia.

    E em Ohio, quatro pessoas morreram “como resultado de acidentes automobilísticos relacionados ao clima” e várias outras ficaram feridas, de acordo com o governador Mike DeWine.

    O frio que ameaça a vida chegou até a costa do Golfo e a fronteira mexicana, com ventos frios abaixo de zero relatados até Austin e Atlanta.

    Muitos locais no leste dos Estados Unidos terão a véspera de Natal mais fria em décadas, quando a explosão do Ártico atinge seu pico.

    Mais de um milhão de clientes nos EUA estão passando por quedas de energia em meio ao clima de inverno e temperaturas frias, de acordo com o site PowerOutage.US. Maine, New Hampshire, Nova York, Virgínia e Pensilvânia têm o maior número de interrupções.

    Ao todo, mais de 200 milhões de pessoas estavam sob alerta de vento frio da fronteira canadense à fronteira mexicana e do estado de Washington à Flórida, com ventos frios abaixo de zero esperados no sudeste até sexta-feira. Outros alertas de clima de inverno estão em vigor para condições de nevasca, gelo, neve e inundações.

    “O gráfico de alerta do serviço meteorológico nacional mostra uma das maiores extensões de alertas e alertas de inverno de todos os tempos”, disse a agência na quinta.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original