Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Terceiro grupo de brasileiros repatriados de Gaza chega ao Brasil

    Último grupo de brasileiros que chegou no Brasil tinha sido no dia 9 de dezembro

    Tiago TortellaTaísa MedeirosMarcello Sapioda CNN

    O terceiro grupo de brasileiros e familiares que deixaram a Faixa de Gaza chegou ao Brasil às 6h53 deste sábado (23). Ao todo, 30 pessoas foram trazidas pela Força Aérea Brasileira (FAB).

    Uma pessoa desistiu no embarque e outra foi impedida por motivos de saúde, segundo informações passadas aos jornalistas na Base Aérea de Brasília, onde a aeronave KC-30 pousou.

    Desde o início da guerra entre Israel e o grupo radical islâmico Hamas, é a terceira operação de resgate de Gaza e ocorre após Israel rever vetos aos pedidos de repatriação do Brasil e autorizar a saída de 16 pessoas.

    Das 34 pessoas autorizadas a deixar Gaza, 16 têm dupla nacionalidade, 17 são palestinos e uma é classificada como internacional, mas sem especificar a nacionalidade.

    Oito pessoas, porém, seguem impedidas de deixar Gaza mesmo após a revisão dos vetos feitas por Israel. Os motivos dos vetos não são esclarecidos, segundo fontes diplomáticas.

    Ao chegar, os repatriados vão para o hotel de trânsito da FAB. Uma equipe multidisciplinar do governo (MRE, MDS, MJ) estará de prontidão para o primeiro acolhimento, onde terão um primeiro atendimento psicológico e vacinação necessária. Também haverá agilidade para o cadastro de alguns em programas do governo, como o Bolsa Família.

    A expectativa do governo federal é agilizar o atendimento e encaminhar cada um casas ainda neste sábado (23), para que consigam passar o natal com as respectivas famílias. Cerca de 23 vão para São Paulo, quatro para o Rio de Janeiro e quatro pra Vitória (ES). Todos irão em voos da FAB, mas sem previsão de horário.

    Situação na Faixa de Gaza

    O número de pessoas mortas na Faixa de Gaza desde 7 de outubro aumentou para 20.057, de acordo com um comunicado do Ministério da Saúde controlado pelo Hamas na última sexta-feira (22).

    Além disso, 53.320 pessoas ficaram feridas no conflito, segundo o órgão. A CNN não pôde verificar os números de forma independente.

    A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou que o Norte de Gaza não teria mais nenhum hospital ou unidade de saúde funcionando. Dos 36 em toda Faixa de Gaza, apenas nove mantêm as operações. Todos ficam ao Sul.

    Vídeo: Comemorações de Natal são canceladas em Belém, Israel