Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Toby, rinoceronte-branco mais velho do mundo, morre aos 54 anos na Itália

    Corpo do animal será exibido em museu de ciências para reforçar preservação da espécie

    Toby tinha 54 anos e morreu no último dia 6 de outubro
    Toby tinha 54 anos e morreu no último dia 6 de outubro Parco Natura Viva

    Henrique Andradeda CNN

    São Paulo

    Toby, o rinoceronte-branco mais velho do mundo, morreu aos 54 anos, informou o Parco Natura Viva, zoológico do norte da Itália. Em comunicado, a instituição informou que Toby morreu na noite da última quarta-feira (6), após desmaiar no caminho de volta ao seu abrigo. O comunicado da morte foi divulgado nesta segunda-feira (11).

    “Sabíamos que podia acontecer mais cedo ou mais tarde, mas se despedir desse ‘gigante do bem’ que construiu a história dos últimos 50 anos conosco é muito triste”, declarou o CEO do zoológico, Cesare Avesani Zaborra.

    O corpo de Toby será embalsamado e exibido no Museu de Ciências de Trento, para continuar representando sua espécie, caçada ininterruptamente. Segundo estimativas do Natura Viva, 9.885 rinocerontes-brancos foram mortos nos últimos 10 anos, para a venda de seus chifres no mercado negro.

    Benno, de 39 anos, agora é o único rinoceronte-branco do zoológico. Sugar, que era companheira de Toby, morreu em 2012 as 45 anos. A espécie vive normalmente até os 40 anos em cativeiro.

    Rinoceronte-branco Toby
    O corpo de Toby será exibido no Museu de Ciências de Trento / Parco Natura Viva

    De acordo com a WWF, a espécie está próxima de ser ameaçada de extinção — existem existem cerca de 18 mil rinocerontes-brancos, concentrados principalmente no sul do continente africano.

    Já o rinoceronte-branco do norte, uma subespécie, está próximo de sua extinção. Só restam duas fêmeas, que habitam um parque de conservação no Quênia e são protegidas por guardas armados 24 horas por dia.