Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Trump atacou serviço secreto quando informado que não poderia ir ao Capitólio, diz ex-assessora

    Segundo depoimento de ex-assessora de Mark Meadows, ex-presidente também tentou virar o volante do carro presidencial

    Clare ForanHannah Rabinowitzda CNN

    Ouvir notícia

    Cassidy Hutchinson, ex-assessora de Mark Meadows, ex-chefe de gabinete da Casa Branca, testemunhou durante audiência que lhe disseram que o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump ficou “irado” quando informado pela segurança de que não iria ao Capitólio em 6 de janeiro de 2021, porque a situação não era segura.

    Ainda segundo o depoimento, Hutchinson ouviu um relato de segunda mão que Trump estava tão furioso com seu serviço secreto por impedi-lo de ir ao Capitólio que ele se lançou para a frente de sua limusine presidencial e tentou virar o volante.

    Tony Ornato, então vice-chefe de gabinete da Casa Branca, disse a Hutchinson que Robert Engel, que era o agente do Serviço Secreto em 6 de janeiro de 2021, afirmou repetidamente a Trump durante o caminho de volta à Casa Branca após o discurso na Elipse que não era seguro ir ao Capitólio.

    De acordo com Hutchinson, Ornato contou que Trump gritou: “Eu sou a po*** do presidente. Leve-me até o Capitólio agora”.

    Trump então “estendeu a mão em direção à frente do veículo para agarrar o volante”, adicionou a ex-assessora. Ela acrescentou que, de acordo com Ornato, Trump usou a outra mão para “atacar” Engel.

    Leia a descrição de Hutchinson dos atos do ex-presidente:

    “Tony começou a me dizer que quando o presidente entrou na “besta” [apelido da limusine presidencial], ele estava com a impressão do Sr. Meadows de que o movimento para o Capitólio ainda era possível e provável de acontecer, mas que Bobby tinha mais informações”.

    “Como o presidente entrou no veículo com Bobby, ele pensou que eles estavam indo para o Capitólio, e quando Bobby disse a ele que não estavam, que não havia recursos para isso, não era seguro, e que voltariam à ala oeste, o presidente teve uma resposta muito forte e muito raivosa a isso. Tony o descreveu como “irado”. O presidente disse algo do tipo ‘eu sou a po*** do presidente, me leve para o Capitólio agora'”.

    Engel e Ornato testemunharam ao comitê que investiga o ataque ao Capitólio dos EUA a portas fechadas, mas suas declarações não foram usadas na audiência de hoje.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN