Ucrânia está pronta para troca de prisioneiros com a Rússia, diz Zelensky

Presidente ucraniano disse que a "troca de pessoas" é uma "questão humanitária" e uma "decisão muito política que depende do apoio de muitos Estados"

Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, durante entrevista à CNN
Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, durante entrevista à CNN Reprodução/CNN

Josh PenningtonAlex Stambaughda CNN

Ouvir notícia

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, disse que Kiev está pronta para uma troca de prisioneiros com a Rússia “até amanhã”, ao pedir aos aliados que continuem pressionando Moscou.

Ao discursar por videoconferência, nesta segunda-feira (23), no Fórum de Davos, o presidente ucraniano disse que a “troca de pessoas” é uma “questão humanitária” e uma “decisão muito política que depende do apoio de muitos Estados”.

“É realmente importante que o mundo inteiro não implore à Rússia, não importa as circunstâncias, ou faça concessões à Rússia”, disse ele.

“[Eles devem] manter a pressão política da maneira que puderem, por meio de poderosas conexões comerciais, por meio do fechamento de negócios, embargo de petróleo e por ameaças, ameaças reais de sanções, frustrando negócios, podemos intensificar ativamente a troca de nosso povo pelos militares russos.”

“Não precisamos dos militares russos, só precisamos dos nossos. Estamos prontos para uma troca até amanhã”, disse Zelensky.

Os ucranianos também encheram “dezenas de milhares” de sacos pretos com os restos mortais de soldados russos deixados para trás, acrescentou.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN