Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ucrânia se prepara para “batalhas pesadas”; Putin fala em “zona de proteção” em Kharkiv

    Em visita de Estado à China, presidente russo disse que atualmente não há plano para capturar segunda maior cidade ucraniana

    Vista de apartamento em Kharkiv
    Vista de apartamento em Kharkiv 16/5/2024 REUTERS/Valentyn Ogirenko

    Anastasiia MalenkoYuliia Dysada Reuters em Kiev

    O principal comandante da Ucrânia alertou nesta sexta-feira (17) sobre “batalhas pesadas” que se aproximam no novo front de guerra na região de Kharkiv, nordeste do país, enquanto o presidente russo, Vladimir Putin, disse que Moscou estava criando uma “zona de proteção” na área.

    As forças russas atacaram o norte da região de Kharkiv na sexta-feira passada, fazendo incursões de até 10 quilômetros e desequilibrando as tropas de Kiev, que estão em menor número e tentam manter a linha em uma frente extensa, quase 27 meses desde a invasão em grande escala.

    O coronel-general Oleksandr Syrskyi disse que o ataque havia expandido a área de hostilidades em cerca de 70 km e que a Rússia lançou sua incursão antes do previsto quando “percebeu o posicionamento de nossas forças”.

    “Entendemos que haverá batalhas pesadas e que o inimigo está se preparando para isso”, escreveu o chefe das Forças Armadas ucranianas no aplicativo Telegram.

    Em discurso durante uma visita de Estado à China, Putin disse que as forças de Moscou estavam criando uma “zona de proteção” para defender as regiões de fronteira da Rússia, mas que a captura da cidade de Kharkiv, a segunda maior da Ucrânia, não fazia parte do plano atual.

    O líder russo afirmou em uma entrevista coletiva que o ataque foi uma resposta ao bombardeio de Kiev contra as regiões fronteiriças russas, como Belgorod.

    “Os civis estão morrendo lá. Isso é óbvio. Eles estão atirando diretamente no centro da cidade, em áreas residenciais. E eu disse publicamente que, se isso continuar, seremos forçados a criar uma zona de segurança, uma zona de proteção. É isso que estamos fazendo”, declarou Putin.

    As forças russas conseguiram avançar 10 quilômetros em um local, mas as forças ucranianas “estabilizaram” o front, disse o presidente Volodymyr Zelensky à mídia ucraniana em comentários publicados na sexta-feira.