Variantes brasileira e sul-africana são ao menos 5% dos casos de Covid na França

Com 3,46 milhões de casos, a França é o sexto país com o maior número de infecções do mundo, e o sétimo com o maior número de vítimas

França (1.nov.2020)
França (1.nov.2020) Foto: CNN Brasil

Giulia Alecrim. da CNN

Ouvir notícia

As variantes brasileira (P.1) e sul-africana (501Y) correspondem por cerca de 5% do número total de casos de coronavírus registrados na França. Já a variante britânica (B117) corresponde por 25% das confirmações da doença no país. A informação foi divulgada nesta sexta-feira, 12, pelo ministro da Saúde, Olivier Veran.

 

De acordo com Veran, a situação mais preocupante é na região de Moselle, um dos focos da primeira onda de infecções há quase um ano na fronteira com Luxemburgo e Alemanha. Um lockdown ainda está sendo avaliado em alguns municípios do interior. 

Com 3,46 milhões de casos, a França é o sexto país com o maior número de infecções do mundo, e o sétimo com o maior número de vítimas (80.955). A campanha de vacinação, iniciada em 27 de dezembro de 2020 , já imunizou mais de 2.84 milhões de pessoas com doses das farmacêuticas Pfizer e Astrazeneca. 

Panorama Mundial das cepas

Um levantamento da CNN Brasil, com informações da Organização Mundial da Saúde, mostra que a variante brasileira já foi identificada em 14 países, enquanto a sul-africana foi observada em 34 países e a do Reino Unido, primeira a ser registrada, já está presente em 74 países.

 

Mais Recentes da CNN