Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Vulcão entra em erupção e 11 alpinistas morrem na Indonésia

    12 pessoas que escalavam o monte Marapi estão desaparecidas; três alpinistas foram salvos

    Vulcão entra em erupção na Indonésia.
    Vulcão entra em erupção na Indonésia. 04/12/2023 - Reuters

    Heather Chen, Jamal Jamaluddin e Manveena Surida CNN

    Jacarta

    A erupção de um vulcão na província de Sumatra Ocidental, na Indonésia, provocou a morte de 11 alpinistas. Outros 12 estão desaparecidos disseram autoridades à CNN na segunda-feira (4).

    Localizada no Anel de Fogo do Pacífico, a Indonésia tem 127 vulcões ativos – mais vulcões do que em qualquer outro lugar do mundo – e o monte Marapi está entre os mais ativos do país.

    O vulcão de 2.891 metros de altura entrou em erupção no domingo (3), expelindo cinzas vulcânicas e fumaças gigantes para o céu.

    As evacuações na região estão em andamento. O chefe das equipes de busca e resgate em Sumatra Ocidental, Abdul Malik, disse à CNN que uma equipe de 40 socorristas está na montanha enquanto as erupções ainda ocorrem.

    Além dos 11 que morreram, três alpinistas foram encontrados vivos, mas outros 12 continuam desaparecidos, disse Malik.

     

    Um total de 75 pessoas, incluindo os alpinistas, foram evacuadas até agora, e feridos foram enviados para o hospital, de acordo com uma atualização divulgada nesta segunda-feira (4).

    Fotos mostravam carros, estradas e aldeias inteiras cobertas por cinzas.

    Autoridades que monitoram os movimentos de Marapi alertaram sobre os perigos potenciais da erupção de domingo, incluindo o fluxo de lava derretida que poderia alcançar estradas e rios próximos.

    Marapi é um dos vulcões mais ativos da ilha de Sumatra e a erupção que provocou mais mortes ocorreu em abril de 1979, quando 60 pessoas morreram, de acordo com a Reuters.

    Após a última erupção, as autoridades deram um novo alerta e impediram todas as atividades dentro de três quilômetros de distância do monte de Marapi.

    Ada Setiawan, funcionária da Agência Nacional de Gestão de Desastres (BNPB) da Indonésia, disse à Reuters que máscaras foram distribuídas aos moradores e eles foram orientados a ficar em casa.

    Rotas de escalada e trilhas também foram fechadas, afirmaram as autoridades.