Vulcão islandês pode ficar em erupção por anos e virar atração turística

Especialista de vulcanologia da Universidade da Islândia compara fluxo de lava ao de erupção no Havaí, que começou em 1983 e continuou por 35 anos

Reuters

Ouvir notícia

Um vulcão na Islândia que expele lava para o céu desde que entrou em erupção na sexta-feira (19) pode continuar sua atividade espetacular por anos, potencialmente se tornando uma nova atração turística na ilha conhecida por suas maravilhas naturais.

Milhares de islandeses se aglomeraram no local da erupção na Península de Reykjanes, cerca de 30 quilômetros a sudoeste da capital, na esperança de se maravilhar com as raras fontes de lava e até mesmo cozinhar uma refeição na crosta escaldante de magma.

Imagens de drones filmadas sobre a cratera mostram a lava derretida borbulhando e jorrando pelas laterais do vulcão.

“É uma erupção turística perfeita”, disse o professor de vulcanologia da Universidade da Islândia, Thorvaldur Thordarson. “Mas vale a advertência: não chegue muito perto.”

Para lidar com a quantidade de visitantes, as autoridades da Islândia montaram uma trilha de caminhada de 3,5 quilômetros até o local da erupção e estão patrulhando a área para evitar que os curiosos se aventurem em áreas perigosas poluídas por gases vulcânicos.

“As pessoas estavam caminhando de muitas direções diferentes para a área”, disse Agust Gunnar Gylfason, gerente de projetos do Departamento de Proteção Civil e Gestão de Emergências.

Turistas tiram foto perto da crosta de magma de vulcão na Islândia
Turistas tiram foto perto da crosta escaldante de magma expelida por vulcão na Península de Reykjanes, na Islândia
Foto: Anton Brink – 21.mar.2021/Anadolu Agency via Getty Images

 

Gylfason estimou que mais de dez mil pessoas se aventuraram no local desde a noite de sexta-feira, algumas das quais precisaram ser resgatadas devido ao clima adverso, por viajarem sem comida suficiente ou sem usar roupas adequadas.

Desde a erupção inicial, a lava vazou continuamente do vulcão a uma taxa de 5 a 10 metros cúbicos por segundo, disse Thordarson, um fluxo forte o suficiente para garantir que a lava não solidifique e feche a fissura. Por enquanto.

“Se cair abaixo de três metros cúbicos, é muito provável que a erupção pare”, disse o especialista.

Ele comparou o fluxo de lava ao da erupção Pu’u ‘O’o no Havaí, que começou em 1983 e continuou em erupção por 35 anos.

“Pode acabar amanhã ou ainda pode durar algumas décadas.”

Mais Recentes da CNN