Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Waack: Para Biden, guerra da Ucrânia é de longa duração

    Nesta quarta-feira (12), o presidente dos Estados Unidos discursou na cúpula da Otan e deixou claro que o conflito persistirá por mais tempo

    William Waackda CNN

    A guerra da Ucrânia acaba de completar 500 dias. E, a julgar pelo encontro de cúpula dos países da Otan, a aliança militar ocidental, é melhor ir pensando em pelo menos mais uns outros 500 dias.

    Além das promessas de apoio e de mais armas para a Ucrânia, o presidente americano, Joe Biden, deixou claro nesta quarta-feira (12) que o cenário no qual entramos é o de um conflito de longa duração.

    Embora os ocidentais estejam divididos sobre a entrada da Ucrânia na aliança e o tipo de apoio militar direto a ser prestado aos ucranianos, o presidente dos Estados Unidos está preparando o próprio país, além de europeus e asiáticos, para um confronto de muitos anos.

    Biden fez várias comparações entre a situação atual e a última Guerra Fria, durante a qual os ocidentais jamais reconheceram anexações territoriais feitas pela então União Soviética.

    Prometendo jamais reconhecer as anexações feitas agora pela Rússia.

    A União Soviética acabou perdendo a Guerra Fria e os territórios anexados viraram em parte países independentes.

    Mas levou mais de quarenta anos.