Waack: Plano de Biden para normalizar EUA até a Independência é de dar inveja

Enquanto o governo norte-americano se organizou e mobilizou meios necessários, o brasileiro não foi capaz de executar tarefas fundamentais para salvar pessoas

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

No quadro CNN Poder desta sexta-feira (12), na CNN Rádio, William Waack analisa a promessa de Joe Biden de vacinar todos norte-americanos a partir de 1º de maio com o objetivo de colocar o país de volta ao normal até o Dia da Independência dos EUA, em 4 de julho.

“Não sou colonizado cultural pelos EUA, mas confesso que fiquei com uma inveja de ver o presidente deles (…) Por que me deu inveja? Porque não tem milagre. Eles se organizaram, colocaram os meios necessários”, disse.

Waack destacou que o Brasil poderia estar em situação parecida, já que não faltam meios ao país – que, aliás, tem enorme expertise em vacinação em massa e sempre foi conhecido por ser bom nesse aspecto.

“Então por que não fomos [bem] dessa vez? Porque não nos organizamos para dar cabo a uma tarefa fundamental de salvar as pessoas e preservar vidas”, disse.

“Os americanos perceberam isso. Acabou o Trump, entrou Biden [com] uma postura racional: vamos resolver o problema.”

Ele concluiu com um questionamento fazendo uma analogia ao desejo de Biden de ver os EUA livres da crise depois de sua Independência: “7 de setembro é a nossa Independência. O que vocês acham? Voltamos a ser o país que sempre fomos, olhando pra frente, contentes, alegres, ou vamos aguentar esse pesadelo?

 

Mais Recentes da CNN