Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Zelensky diz que Ucrânia pode discutir neutralidade; status é exigência russa

    Desmilitarização do país não será uma demanda discutida, afirmou o líder ucraniano

    Membros das Forças Armadas ucranianas realizam exercícios militares na região de Kharkiv.
    Membros das Forças Armadas ucranianas realizam exercícios militares na região de Kharkiv. Reuters/Vyacheslav Madiyevskyy

    Pavel Polityukda CNN

    Ouvir notícia

    A Ucrânia está preparada para discutir a adoção de um status neutro como parte de um acordo de paz com a Rússia, mas isso teria que ser garantido por terceiros e submetido a um referendo, disse o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, em entrevista neste domingo (27).

    Zelensky falou com jornalistas russos em uma videochamada de 90 minutos, uma entrevista que as autoridades russas tinham alertado preventivamente a mídia russa para se abster de cobrir. Zelensky falou em russo o tempo todo.

    O presidente da Ucrânia disse que a invasão causou a destruição de cidades de língua russa na Ucrânia. Ele afirmou que o dano foi pior do que as guerras russas na Chechênia.

    “Garantias de segurança e neutralidade, status não nuclear de nosso Estado. Estamos prontos para isso. Esse é o ponto mais importante”, disse o líder ucraniano.

    A Ucrânia discutia o uso da língua russa na Ucrânia em conversas com a Rússia, mas se recusou a discutir outras demandas russas, como a desmilitarização do país, disse Zelensky.

    Exigência russa

    A neutralidade da Ucrânia é uma das exigências que a Rússia colocou sobre a mesa para parar a invasão ao país vizinho. Os russos chegaram a sugerir que a Ucrânia adotasse o modelo de neutralidade da Suécia ou da Áustria, dois países que não fazem parte da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e que não se envolvem em guerras.

    A desmilitarização é um dos objetivos de Vladimir Putin ao exigir a neutralidade ucraniana.

    O que é a neutralidade?

    O status de neutralidade depende de cada país, sobretudo se a neutralidade está na sua constituição. Mas, na prática, um país neutro é aquele que não toma partido dos países beligerantes numa guerra específica e opta por uma postura de neutralidade permanente em todos os conflitos que possam acontecer futuramente.

    Segundo a Convenção de Haia de 1907, o país que se declara neutro não participa na guerra, mesmo que seja pedido.

    A neutralidade pode ser militar – há nações desmilitarizadas ou que não têm forças armadas para ações de manutenção de paz – e/ou política, como acontece com a Áustria e Suécia, que têm uma aliança política com a União Europeia.

    No entanto, a neutralidade de um país pode também implicar que não alinhe em grupos e alianças. Neste caso, o estatuto de “neutro” poderia ser espelhado com a não adesão à União Europeia e à Otan ou até à Organização do Tratado de Segurança Coletiva.

     

    Mais Recentes da CNN