Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Zelenzky presta condolências à família de jornalista morto na Ucrânia

    De acordo com autoridades ucranianas, o americano Brent Renaud foi atingido por tropas russas na cidade de Irpin; ele cobria a crise de refugiados para a revista Time

    Vinícius Tadeuda CNN*

    Ouvir notícia

    O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, prestou condolências, nesta segunda-feira (14), à família do jornalista americano Brent Renaud, morto na Ucrânia enquanto trabalhava cobrindo a invasão russa ao país.

    “Estendo minhas sinceras condolências à família de Brent Renaud, que perdeu a vida enquanto documentava a crueldade e o mal infligido aos ucranianos pela Rússia. Que a vida e o sacrifício de Brent inspirem o mundo a lutar pelas forças da luz contra as forças das trevas”, disse Zelensky pelas redes sociais.

    O premiado jornalista americano, de 50 anos, foi declarado morto pela polícia da região de Kiev no último domingo (13) após ser atingido por um tiro na cidade de Irpin, na Ucrânia. De acordo com autoridades ucranianas, o disparo foi feito pelas tropas russas.

    As publicações da polícia de Kiev incluíram uma foto do corpo do jornalista e o passaporte americano dele como evidências da morte, além de um crachá antigo do jornal The New York Times com o nome de Brent Renaud. Segundo o jornal, Brent não estava trabalhando para o Times durante a guerra na Ucrânia.

    Na verdade, o jornalista estava na Ucrânia a serviço da revista Time, que confirmou a informação. Brent estava trabalhando em um projeto focado na crise global de refugiados.

    Em comunicado, a Time afirmou: “Estamos devastados com a perda de Brent Renaud. Como cineasta e jornalista premiado, Brent abordou as histórias mais difíceis do mundo, muitas vezes ao lado de seu irmão Craig Renaud. Nas últimas semanas, Brent esteve na região trabalhando em um projeto da TIME Studios focado na crise global de refugiados. Nossos corações estão com todos os entes queridos de Brent. É essencial que os jornalistas possam cobrir com segurança esta invasão e crise humanitária na Ucrânia”.

    Um conselheiro do presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, Mikhail Podolyak, também reagiu à notícia pelo Twitter. “Ninguém duvida sobre a infração da Rússia com as regras da guerra. Só resta uma pergunta: por quanto tempo os Estados Unidos vão ignorar a guerra, o assassinato de seus cidadãos e não vão fechar o espaço aéreo na Ucrânia?”, questionou.

    Brent Renaud era um jornalista, produtor e documentarista, vencedor do Prêmio Peabody, e viveu e trabalhou em Nova York e em Little Rock, no estado de Arkansas. Ele e o irmão, Craig, passaram anos “contando histórias humanísticas verídicas de pontos chave do mundo”, incluindo projetos no Iraque, Afeganistão, Haiti, Egito e Líbia.

    *Com informações da CNN International

    Mais Recentes da CNN