Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Arranha-céu mais fino do mundo está pronto e apartamentos podem custar até R$ 350 milhões

    Studio Sofield, com sede em Nova York, revelou os interiores da Steinway Tower, a recém-construída e que tem 435 metros de altura com vista para o Central Park

    A Torre Steinway atinge 435 metros de altura
    A Torre Steinway atinge 435 metros de altura David Sundberg/CNNi

    Da CNN São Paulo

    Os designers por trás do arranha-céu mais fino do mundo acabaram de dar aos fãs de luxo um presente de Natal antecipado.

    A empresa Studio Sofield, com sede em Nova York, revelou os interiores da Steinway Tower, a recém-construída torre de 435 metros de altura com vista para o Central Park. O anúncio marca a conclusão do opulento marco do centro de Manhattan, que foi construído em um local antes ocupado pela histórica companhia de pianos Steinway & Sons.

    O arranha-céu de 91 andares, também conhecido como 111 West 57th Street, tem 46 residências de andar inteiro e duplex. Fotos divulgadas este mês pelos designers mostram lobbies opulentos decorados em pedra calcária, mármore, aço enegrecido e veludo, pisos pavimentados em carvalho sólido cinza-fumaça e obras de arte originais de Picasso e Matisse. As residências no arranha-céu de Manhattan, que foi desenvolvido pelo JDS Development Group e pelo Property Markets Group, variam de US$ 7,75 milhões (R$ 41 milhões) a US$ 66 milhões (R$ 350 milhões).

    Interior da Steinway Tower / Adrian Gaut/CNNi

    De acordo com o Studio Sofield, os interiores da Steinway Tower foram projetados para lembrar a grandeza da Era Dourada de Nova York, um período no final do século 19, quando as avenidas da cidade estavam repletas de mansões imponentes. Ele fica em uma rua de Midtown, repleta de torres reluzentes, que ficou conhecida como “Billionaire’s Row”.

    O fundador do Studio Sofield, William Sofield, disse à CNN que queria fazer a torre parecer inconfundivelmente nova-iorquina.

    “Todos nós já estivemos em lugares muito luxuosos, mas eu queria criar um edifício que não poderia estar em nenhum outro lugar do mundo”, disse ele. “Eu sei que muitas pessoas podem ter várias casas, que terão apartamentos aqui. E eu queria criar uma experiência muito distinta que só poderia ser vivida em Nova York.”

    Um feito recorde

    Em outros lugares, os interiores do edifício incluem uma piscina de 82 pés alojada em uma sala cheia de luz com janelas do chão ao teto e uma fileira de palmeiras Kentia. Há também uma visão moderna do lendário King Cole Bar de Nova York, completo com uma varanda ornamentada e murais personalizados em ouro e prata.

    Outras comodidades incluem salas de jantar privativas com cozinha de chef, um simulador de golfe e um terraço com paisagismo.

    “Sempre sou muito pessoal em meu trabalho. Então veja a piscina, por exemplo… Não queria que parecesse uma piscina normal. Tem painéis de madeira com grande detalhamento e detalhes em folha de ouro”, explicou o fundador do estúdio.

    “Tem um teto abobadado”, acrescentou. “Tem cortinas … Portanto, é muito diferente de qualquer piscina que você encontraria em Nova York.”

    Piscina da Steinway Tower, em Nova York / Adrian Gaut/CNNi

    Com uma relação altura-largura de 24:1, a Steinway Tower foi descrita por seus desenvolvedores como “o arranha-céu mais fino do mundo”. A fachada da torre inclui blocos de terracota, um material que parece mudar de cor e textura quando visto sob diferentes luzes e de diferentes ângulos.

    Com 435 metros, é também um dos edifícios mais altos do hemisfério ocidental, ficando um pouco abaixo de outros dois na cidade de Nova York: o One World Trade Center de 541 metros de altura e o Central Park Tower de 472 metros de altura.

    Arranha-céus superfinos, também conhecidos como torres de lápis, tornaram-se destaques do horizonte de Hong Kong na década de 1970. Desde então, grandes cidades como Nova York seguiram o exemplo.

    (Publicado por Carolina Farias)