Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Beleza sem idade: SPFW 57 aposta em modelos e celebridades acima dos 40

    A representatividade foi tema comum entre estilistas que celebram a beleza da maturidade no evento

    Isabella Fiorentino começou aos 13 anos e desfila na 57ª edição da SPFW
    Isabella Fiorentino começou aos 13 anos e desfila na 57ª edição da SPFW Reprodução/Instagram/Marcelo Soubhia/@agfotosite/SPFW

    Raquel Cintra PryzantCaroline Ferreirada CNN

    A 57ª edição da SPFW começou na terça-feira (9) e segue até o domingo (14) com o tema “Sintonia”. Junto a ele, muita representatividade nas passarelas.

    As marcas e estilistas apostaram na inclusão de modelos maduras nos desfiles, como já visto em edições passadas, mas dessa vez como forma de se conectar ainda mais com suas clientes e questionar estereótipos.

    “A consumidora que curte moda e que tem mais poder aquisitivo pra isso é a mulher madura,” diz Isabella Fiorentino (46), à SPFW. Quando começou, aos 13, não era comum dividir o backstage com modelos acima de 30: “era muito raro uma modelo mais madura”.

    Além de Fiorentino, Ticiane Pinheiro, 47, também desfilou para Lino Villaventura. “Fui modelo por muitos anos, participei de vários castings para o SPFW, mas nunca consegui desfilar neste evento que é o sonho de qualquer modelo”, compartilhou Ticiane.

    Entre os 27 desfiles da primeira temporada de moda brasileira do ano, o da Reptilla também abordou a beleza da maturidade. Sob o comando da arquiteta curitibana Heloisa Strobel a marca fez sua estreia na noite da quarta-feira (10) com a coleção “Indelével”. O casting diverso contou com modelos 40+, entre as desfilantes da noite: Marina Dias, Neon Cunha e Rosa Saito.

    “É importante estar aqui e mostrar o nosso trabalho, a gente faz moda brasileira, a gente faz moda criada por mulheres e isso precisa ser explorado”, disse Heloisa à CNN.

    Danielle Winits (50), desfilou para Renata Buzzo no Iguatemi, em São Paulo, com a coleção “Fidemus”, que falou, também, sobre “incômodos femininos”.

    De peruca preta e envolta em fantasia, a celebridade ajudou a contar a história do desfile pautada em uma raposa e um porco, trazendo muitas alegorias, figuras de linguagem e elementos identificáveis. “Me conectei muito com a ideia do desfile” disse Winits em seu Instagram.

    Danielle Winits para a grife de Renata Buzzo no SPFW
    Danielle Winits para a grife de Renata Buzzo no SPFW / Marcelo Soubhia/ @agfotosite/ SPFW

    Os desfiles mais aguardados da SPFW N57

    Sexta-feira (12)

    • Catarina Mina – às 14h30 no Iguatemi São Paulo

    Também estreante na SPFW, a marca, sob o tema “Guardiãs da Memória”, homenageará as artesãs que preservam e repassam para as novas gerações a tradição do ofício.

    Guardiãs da Memória é sobre transgeracionalidade, identidade, excelência e valorização. É também sobre autenticidade, design, vestimenta, moda. A coleção é formada por peças que preservam a autenticidade do Nordeste brasileiro. Estarão na passarela cerca de 40 looks.

    • Walério Araújo – às 19h no JK Iguatemi

    Walério Araújo entrelaça afeto, memórias e histórias de família com glamour e bom-humor em um desfile que homenageará sua mãe, Dona Neném.

    O resgate das lembranças vai do paladar, no gosto de Dona Neném pela culinária nordestina e seus pratos mais conhecidos, que se transformam em peças divertidas, como um maxi-cuscuz todo feito em tule, além de estolas e casquetes que remetem a um ovo frito, até a vida doméstica interiorana, também na estamparia, que destaca outras atividades da casa, queridas pela matriarca: o cuidado com o jardim de samambaias e a pequena criação de porcos.

    Sábado (13)

    • FORCA – às 19h no JK Iguatemi

    Intitulada de “Everyday it’s 1989”, a coleção tem seu nome inspirado na música homônima do artista Moby. Dividindo o desfile em três momentos, a FORCA vai iniciá-lo com o bloco Office, quando peças sociais e corporativas serão exibidas com tecidos de alfaiataria em looks compostos por blazer e calça, sapatos sociais e outros.

    Em seguida, em parceria com a marca esportiva italiana Kappa, o bloco Sport apresenta looks de performance e street-style com escolhas como camisetas de futebol, bonés e chuteiras. Por fim, representando fortemente o DNA da marca, o último bloco, chamado Noite, conta com peças como body, calças, jaquetas e botas de couro.

    Domingo (14)

    • Amapô Jeans – às 18h30 no Love Cabaret

    Encerrando o evento, a marca promete um desfile de reedições dos looks mais icônicos e especiais já levados às passarelas da São Paulo Fashion Week.

    A etiqueta desenvolve nesta temporada temas como sustentabilidade e valorização artística do trabalho artesanal e têxtil. Peças em diferentes tonalidades com patchwork, calça boca-de-sino e jeans com pedrarias, por exemplo, serão vistas reestruturadas e retrabalhadas de uma forma que mostram que os estilos podem ser interpretados de diferentes maneiras em qualquer passagem pelo tempo.

    Veja mais fotos da SPFW